Fãs e entidades pedem que Nicki Minaj cancele show de Natal em Angola

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A rapper Nicki Minaj está sendo pressionada por fãs e ativistas a cancelar um show programado para acontecer em Luanda, capital de Angola, neste sábado (19). O evento está atrelado à família do governante Eduardo dos Santos.

Dos Santos está no poder de Angola há 36 anos, embora nunca tenha sido formalmente eleito.

A Human Rights Foundation fez um apelo para que Minaj não se apresente no festival, que é patrocinado pela Unitel, empresa de comunicação controlada pela família do presidente.

“Milhões de pessoas olham para ela em busca de inspiração “, diz uma carta, assinada pelo presidente da HRF, Thor Halvorssen. “Não há motivo para que ela faça negócios com um ditador corrupto e endosse a companhia de sua família.”

“Considerando essas informações, e com grande apreciação por seu trabalho como artista, a HRF acredita que sua participação em uma performance patrocinada por uma dinastia cleptocrata repressiva, envolvida em violações severas de direitos humanos, seria impróprio”, escreveu Halvorssen em uma carta endereçada à Minaj.

A apresentação também foi criticada pelo Robert F. Kennedy Human Rights.

A cantora não se manifestou sobre a questão.

Recentemente, o rapper e ativista político angolano MCK chegou atrasado a um festival no Rio, após alegar ter sido impedido por autoridades de seu país de embarcar para o Brasil. Ele era uma das atrações do festival Terra do Rap.

Dezessete ativistas angolanos foram detidos em junho por organizarem a leitura do livro “Da Ditadura à Democracia”, de Gene Sharp. Entre eles, estava o também rapper Luaty Beirão.

OUTROS CASOS

A cantora Mariah Carey foi criticada pelo mesmo motivo em 2013, quando recebeu a quantia de US$ 1 milhão por realizar um show financiado por Dos Santos. Em 2009, ela se apresentou na festa de Ano Novo do filho do ex-ditador Líbio Muammar Gaddafi, Hannibal.

Mais tarde, a cantora alegou ter sido ‘ingênua e desinformada sobre para quem tocaria”, que estava “constrangida por ter participado dessa sujeira” e que essa era “uma lição para todos os artistas.”

Beyoncé, Jay z, Lindsay Lohan e Usher também já participaram de festas de Hannibal.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima