Fifa aprova reformas e discute ampliar número de seleções na Copa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Comitê Executivo da Fifa aprovou nesta quinta-feira (3) um programa de reformas em seu estatuto.

As propostas, agora, serão votadas no congresso extraordinário da entidade no dia 26 de fevereiro de 2016.

Entre os artigos propostos aprovados está a limitação a 12 anos de mandato do presidente, que poderá ficar no poder por no máximo três mandatos de quatro anos. Esse período também vale para os membros do Comitê Executivo da entidade.

Uma das propostas do programa de reformas é o aumento do número de seleções na Copa do Mundo, de 32 para 40 times.

Segundo o relatório da entidade, a iniciativa visa “reforçar a universalidade da Fifa”. Este item, porém, ainda está em discussão.

“Essas reformas movem a Fifa a uma melhor administração, maior transparência e mais responsabilidade. É um marco em nosso caminho para restaurar a credibilidade da Fifa como uma moderna, confiável e profissional organização esportiva”, disse Issa Hayatou, atual presidente da entidade.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima