Fred faz três, mas Fluminense cede empate ao Madureira com um a mais

O Fluminense tropeçou, mas contou com a eficiência do capitão Fred para evitar a derrota contra o Madureira. Em uma exibição fraca do time tricolor, Fred marcou os três gols do empate por 3 a 3 diante do Madureira nessa quinta-feira no Moacyrzão, em Macaé, pela terceira rodada do Campeonato Carioca. Heroicamente, o Madureira arrancou o resultado aos 44 minutos do segundo tempo.

O clube das Laranjeiras começou mal a partida, especialmente na defesa. O Madureira, por sua vez, mostrou ser uma equipe aguerrida, que, com um a menos desde o primeiro tempo, conseguiu o empate no final. Do outro lado, a tábua de salvação foi alçada aos pés de Fred, que marcou três vezes. Com o feito, ele se isolou na artilharia do Carioca e conquistou o patamar de terceiro maior artilheiro da história tricolor.

Em seis jogos na temporada até aqui, o Fluminense só ganhou um. No Carioca, tem uma derrota, uma vitória e um empate, com quatro pontos, no modesto quarto lugar do Grupo A, atrás de Vasco (nove), Boavista (sete) e Bangu (seis). O Madureira tem a mesma pontuação, mas é quinto no Grupo B.

As equipes voltam a campo para a próxima rodada do Carioca, no domingo. O Madureira enfrenta o Boavista em Bacaxá, Saquarema, às 17h, e o Fluminense joga contra o Tigres no Raulino Oliveira, em Volta Redonda, às 19h30.

JOGO – O Fluminense tomou a iniciativa da partida e dominou a posse de bola no início. Enquanto os tricolores se acertavam, Formiga recebeu pela direita, se livrou de Marlon e, frente a frente com Diego Cavalieri, abriu o placar no Moacyrzão. Em desvantagem, restou ao time das Laranjeiras atacar.

Aos 12 minutos, Danielzinho lançou Scarpa, que chutou na saída do goleiro Rafael Santos. A bola se encaminhava para as redes quando a defesa afastou. A pressão persistiu. Três minutos depois, Wellington Silva recebeu em boa condição na área e bateu cruzado para fora. Sólido, o Madureira resistiu às investidas.

O Fluminense não parou de atacar o adversário, mas esbarrou em erros individuais. Como se o ditado “quem não faz, leva” não pudesse ser mais claro, o Madureira aproveitou contra-ataque aos 33 minutos. Geovane Maranhão subiu pela direita e, com a cobertura desguarnecida, bateu rasteiro cruzado. A bola viajou por toda a defesa e encontrou João Carlos, que completou e fez o segundo do clube suburbano.

A recuperação do Flu veio dos pés do capitão Fred. Aos 34, ele recebeu a bola na área, passou para Scarpa, que se livrou da marcação e serviu o camisa 9 na entrada da pequena área. O atacante não desperdiçou e marcou o primeiro do Fluminense.

Aos 41, um lance que mudou o jogo: o meia Ernani deu uma entrada violenta em Wellington Silva, recebeu o cartão vermelho direto e deixou o Madureira com menos um. Mesmo assim, a equipe do subúrbio quase ampliou a vantagem em falta cobrada por Leandro Chaves aos 46.

No retorno do intervalo, o Fluminense trocou Giovanni por Marcos Junior para deixar a equipe mais ofensiva. Apesar disso, o Madureira quase ampliou o placar três vezes nos dez primeiros minutos. Geovane Maranhão e Formiga tiveram boas oportunidades, mas foram barrados por excelentes intervenções de Cavalieri.

A solução do time de Laranjeiras veio novamente de Fred. Aos 11, Scarpa cruzou da esquerda, e Fred completou de carrinho para empatar. O atacante, porém, estava em posição irregular, o que não foi observado pela arbitragem – que validou o tento. Doze minutos depois, o capitão entendeu que era seu dia. Após pressão, Wellington Silva cruzou da direita, Diego Souza escorou e achou Fred livre, debaixo da trave. O camisa 9 marcou e comemorou a virada e seu terceiro gol no jogo, sexto no campeonato.

O Fluminense tentou administrar a partida até o final, mas o Madureira mostrou bravura. Aos 44, Geovane Maranhão cobrou falta na área e a defesa adversária parou. Jorge Felipe, em posição duvidosa, subiu livre e empatou o placar. Um empate com gosto de vitória para a equipe do subúrbio do Rio.

FICHA TÉCNICA:

MADUREIRA 3 X 3 FLUMINENSE

MADUREIRA – Rafael; Filippe Formiga; Daniel, Jorge Fellipe e Gerley (Arthur Faria, depois Carlos Júnior); William, Everton, Ernani, Leandro Chaves (Paulo Renê); Geovane Maranhão e João Carlos. Técnico – Alfredo Sampaio.

FLUMINENSE – Diego Cavalieri; Wellington Silva, Henrique, Marlon, Giovanni (Marcos Junior); Pierre (Magno Alves), Cícero, Danielzinho, Diego Souza, Gustavo Scarpa; e Fred (Douglas). Técnico – Eduardo Baptista.

GOLS – Formiga, aos 7, João Carlos, aos 33, e Fred, aos 34 minutos do primeiro tempo; Fred, aos 11 e aos 23, e Jorge Felippe, aos 44 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS – Rafael Santos, William Oliveira (Madureira), Éverton; Marcos Júnior, Henrique, Danielzinho e Wellington Silva (Fluminense).
CARTÕES VERMELHOS – Ernani (Madureira).
ÁRBITRO – Wagner do Nascimento Magalhães.
RENDA – R$ 36.620,00.
PÚBLICO – 1.379 pagantes.
LOCAL – Moacyrzão, em Macaé (RJ).

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima