Garotos do Palmeiras exaltam Zé Roberto e querem fazer história na Copa SP

GUILHERME SETO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Palmeiras iniciará a temporada de 2016 em busca de um título inédito em sua história. No domingo (3), a equipe sub-20 fará sua estreia na 47ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior, em São José dos Campos, contra o Sampaio Corrêa-MA. O clube já foi duas vezes vice-campeão, em 1970 e em 2003, mas nunca ficou com o troféu da competição.

Nesta terça-feira (29), os garotos da equipe treinaram no centro de treinamento do clube, na Água Branca. Sob chuva, eles foram acompanhados de perto pelo técnico João Burse, que esboçou a equipe titular com Daniel Fuzato; Joazi, Yuri, Augusto e Jeferson; Altair, Daniel e Luan; Artur, Vinicius e Kaue.

Após os treinamentos, o zagueiro Augusto e o atacante Kaue falaram com a imprensa, valorizaram o contato mais intenso que tiveram com a equipe principal em 2015 e falaram das expectativas com esta edição da competição.

“Não vejo como um peso [o Palmeiras nunca ter ganhado a competição]. Como o Zé Roberto diz, o Palmeiras é grande. Então, é um peso bom, na verdade. Se formos campeões, vamos entrar para a história. Fazer isso em um clube como o Palmeiras seria ótimo para a minha vida”, diz o capitão Augusto, que recebeu conselhos do capitão alviverde quando foi relacionado para a equipe principal.

“Ele tem bem mais experiência que eu, né? Observei muito ele falando com o time, motivando. Às vezes ele fala com algum jogador ali no meio mesmo. Gostei muito de falar com ele, fiquei até meio espantado”, completa.

Assim como Augusto, Kaue foi relacionado pelo técnico Marcelo Oliveira ao longo da temporada.

“É um sonho [ganhar a Copa São Paulo]. Se esta equipe vencer, entra para a história do Palmeiras. Vamos com tudo”, disse.

“Conversei muito com o Zé, que me passou muita experiência, contou a história dele, passou confiança. Ele me tranquilizou, falou para não ligar para a torcida, que era na maior parte adversária, no Beira-Rio, e me ajudou no momento que eu mais precisei”, afirmou.

Em 2015, o Palmeiras implantou um projeto de integração total das categorias de base do clube. A equipe sub-20 treinou ao lado do time principal ao menos duas vezes por semana. Nos 72 jogos realizados pelo Palmeiras, 53 tiveram participação de pelo menos um jogador formado nas categorias de base do clube. Na decisão da Copa do Brasil, quatro jogadores vindos da base entraram em campo: Gabriel Jesus, João Pedro, Matheus Sales e Taylor.

Jogadores formados na base do Palmeiras que entraram em campo em 2015:

Gabriel Jesus: 31 jogos (17 como titular, 14 saindo do banco)

João Pedro: 12 jogos (9 como titular, 3 saindo do banco)

Matheus Sales: 2 jogos (2 como titular)

Taylor: 2 jogos (2 saindo do banco)

Nathan: 2 jogos (2 como titular)

Juninho: 1 jogo (1 saindo do banco)

Wellington: 4 jogos (2 como titular, 2 saindo do banco)

Victor Luis: 9 jogos (2 como titular, 7 saindo do banco)

Renato: 10 jogos (5 como titular, 5 saindo do banco)

Thiago Martins: 1 jogo (1 saindo do banco)

Vinicius: 1 jogo (1 saindo do banco)

Fonte: Palmeiras

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima