Globo compra direito de transmissão dos Jogos Olímpicos no Brasil até 2032

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O COI (Comitê Olímpico Internacional) anunciou nesta quinta-feira (10) que o Grupo Globo adquiriu os direitos de transmissão no Brasil e em todas as plataformas para os Jogos Olímpicos até 2032.

O acordo inclui transmissão em TV aberta –licença sem exclusividade– e por assinatura, internet e telefone celular –em regime de exclusividade.

“Este acordo de longo prazo com nosso parceiro Grupo Globo demonstra a confiança que temos neles como a maior organização de mídia do Brasil. É também uma expressão de nossa confiança no Brasil e no povo brasileiro. Em breve, o Rio de Janeiro vai receber o mundo como o anfitrião dos primeiros Jogos Olímpicos realizados na América do Sul. Será um momento histórico, unindo a população do Brasil e do mundo em uma celebração dos valores olímpicos e as conquistas dos atletas. Além de transmitir os Jogos Olímpicos até 2032, o Grupo Globo se comprometeu em promover durante todo o ano o esporte e os valores olímpicos, o que contribuirá para assegurar um legado positivo a longo prazo dos Jogos Olímpicos do próximo ano”, disse o presidente do COI, Thomas Bach.

“Estamos muito orgulhosos de ser encarregados de transmitir os Jogos Olímpicos, maior acontecimento esportivo do mundo, até 2032. Nosso relacionamento com o COI e com o Movimento Olímpico vem de muitos anos e a renovação deste acordo de longo prazo mostra a crença que o Grupo Globo tem no país, no espírito olímpico e no futuro. Por meio da Agenda Olímpica de 2020, o COI estabeleceu uma visão estratégica clara para o desenvolvimento do esporte e para a promoção dos valores olímpicos no mundo todo. Temos toda a confiança no futuro brilhante do Movimento Olímpico”, disse, por meio de assessoria de imprensa, Roberto Irineu Marinho, presidente do Grupo Globo.

O acordo abrange os Jogos Olímpicos de Inverno em Pyeongchang, na Coreia do Sul, em 2018, os Jogos de Tóquio, no Japão, em 2020, os Jogos Olímpicos de Inverno em Pequim, na China, no 2022, assim como todos os Jogos Olímpicos até 2032.

A Globo se torna o segundo grupo de comunicação com a parceria com o COI até 2032, na sequência do acordo da norte-americana NBCU para direitos de transmissão nos EUA, que foi anunciado em maio de 2014.

COI e Globo não divulgaram os valores do acordo válido para o Brasil. Já o contrato norte-americano foi no valor de US$ 7,6 bilhões e também é válido para todas as plataformas de mídia. O acordo de 2014 a 2032 com a NBCU ainda contempla um bônus de US$ 100 milhões a ser utilizado para a promoção do Movimento Olímpico e seus valores entre 2015 e 2020.

A venda dos direitos de transmissão são a maior fonte de arrecadação do COI, comparável apenas ao programa de patrocinadores da entidade.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima