Grêmio enfrenta o San Lorenzo pela Libertadores

A equipe do Grêmio terá dois importantes desfalques no jogo desta quarta-feira, às 21h45, na Arena, contra o San Lorenzo, pela Taça Libertadores. O atacante Miller Bolaños, que sofreu uma fratura no maxilar ao ser atingido por uma cotovelada no Gre-Nal, será desfalque por mais de 30 dias. Além do atacante, o lateral-direito Wallace Oliveira, com edema na coxa, também não estará à disposição do técnico Roger Machado.

Divulgação
O Grêmio treinou e está preparado para encarar o San Lorenzo

O médico do Tricolor, Márcio Bolzoni, informou sobre o estado de saúde de Bolaños, que está internado no hospital Mãe de Deus com fratura na mandíbula e será submetido a uma cirurgia, prevista para esta quarta-feira, com o Doutor Marcos Vinicius Collares. Após a cirurgia, o atacante fará dieta líquida de duas a três semanas. No pós-operatório, ele poderá fazer atividades leves, mas a previsão para retornar aos treinamentos é de 30 dias.

Para o jogo desta quarta-feira, o técnico Roger Machado deve manter Wesley na lateral-direita, onde ele já atuou no clássico na vaga de Wallace Oliveira. A dúvida fica na posição de Bolaños. A tendência é que o treinador opte por Everton ou Henrique Almeida.

O grupo 6 tem o Toluca na liderança, com quatro pontos, contra três do Grêmio e da LDU. O San Lorenzo é o ultimo colocado, com apenas um ponto. O Grêmio precisa da vitória nesta quarta-feira para despachar o time argentino e encaminhar à classificação à fase de mata-mata da Libertadores.

Corinthians

O técnico Tite escalou o Corinthians sem surpresas no treino desta terça-feira à tarde, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção. O jogo diante do Cerro Porteño será nesta quarta, às 19h30 (de Brasília) pela Taça Libertadores.

Os retornos de Giovanni Augusto, Rodriguinho e Guilherme deixa o Timão com mais criatividade no meio-campo, sobretudo para abastecer André. Lucca, que atuou nas 13 partidas do clube no ano, permanece aberto pelo lado esquerdo. A formação que inicia a partida é a seguinte: Cássio, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique; Giovanni Augusto, Rodriguinho, Guilherme e Lucca; André.

Palmeiras

A primeira experiência de Taça Libertadores na Arena, contra o Rosario Central, da Argentina, foi dura para o Palmeiras.

Afinal, apesar do placar positivo, o time foi encurralado em todo o segundo tempo.

Algo que o meia-atacante Dudu duvida que vá se repetir nesta quarta-feira, às 21h45, diante dos uruguaios do Nacional.

Nosso time vai estar bem preparado contra isso. Já passamos por uma experiência dessas, não podemos deixar acontecer novamente. Tenho certeza de que vamos fazer dois tempos iguais para vencer, afirmou.

Se vencer, o Palmeiras chegará a sete pontos no grupo 2 da Libertadores, abrirá cinco de distância para o próprio Nacional e dará um passo muito importante na classificação para o mata-mata da competição sul-americana.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima