Hamas anuncia execução de um dos seus membros por “falta de moral”

O braço armado do Hamas matou um de seus próprios comandantes em Gaza por “falta de conduta moral”. O grupo islamita, que governa a Faixa de Gaza desde 2007, informou por meio do Twitter neste domingo que Mahmud Eshtewi confessou seus crimes e foi executado.

Durante períodos de luta com Israel, o Hamas matou dezenas de palestinos acusados de serem espiões. Porém, essa é a primeira vez que o grupo mata a um de seus próprios comandantes em tempos de paz. A linguagem ambígua do comunicado indica que Eshtewi foi executado por razões alheias à espionagem.

A família de Eshtewi disse que ele nunca foi espião, embora não tenha dado mais detalhes. O comandante foi detido pelo Hamas em janeiro do ano passado. Fonte: Associated Press.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima