Incertezas fazem time viver situação oposta à da Libertadores-2012

Título brasileiro seguido da conquista da Libertadores e do Mundial. O Corinthians chegou à sequência com Tite, nas temporadas 2011 e 2012. Três anos depois, o clube voltou a erguer a taça do Campeonato Brasileiro e tenta, a partir de fevereiro, repetir a trajetória vencedora. O técnico do Corinthians, no entanto, viverá uma situação oposta à ocorrida antes da competição continental. Dessa vez, o time alvinegro corre o risco de perder alguns jogadores importantes do esquema tático -ao fim da temporada 2011, isso não aconteceu.

O Corinthians conquistou o título brasileiro no dia 19 de novembro, depois de um empate por 1 a 1 com o Vasco em São Januário, na 35ª rodada do Brasileiro. Menos de um mês depois, no dia 18 de dezembro, o clube negociou o meia Jadson com o futebol chinês.

A saída de Elias também é iminente. O Corinthians recebeu proposta do Hebei China Fortune-CHN pelo volante. Nesta segunda-feira, em entrevista à rádio Transamérica, o diretor adjunto de futebol do clube paulista, Edu Ferreira, admitiu que será difícil segurar o jogador.

“Está até deselegante (o interesse dos chineses), mas faz parte. Estamos falando mais de R$ 1,5, R$ 2 milhões (de salário mensal). Caso se confirme isso, não tem como o jogador falar não, nem o clube”, disse o dirigente.

Jadson e Elias tornaram-se durante a temporada peças importantes do esquema 4-1-4-1 do técnico Tite. O meia, atuando pela ponta direita, ganhou importância na transição rápida e nas bolas paradas. O volante, posicionado na mesma linha, por dentro, também pela direita, destacou-se pela forte marcação e pela infiltração.

O camisa 10 corintiano terminou a temporada 2015 como artilheiro da equipe, com 16 gols marcados, além de ser o líder de assistências do time. Elias, por sua vez, fez nove gols e só ficou atrás de Vagner Love, Guerrero, além de Jadson.

Entre 2011 e 2012, Tite não perdeu jogadores do time-base. O Corinthians, na ocasião, garantiu o título brasileiro com Júlio César; Alessandro, Paulo André (Chicão), Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf e Paulinho; Emerson (Willian), Alex (Danilo) e Jorge Henrique; Liedson.

Todos os jogadores estavam à disposição de Tite na estreia da Libertadores, diante do Deportivo Táchira, dia 15 de fevereiro de 2012. Quase cinco meses depois, a equipe alvinegra garantiu o título continental ao bater o Boca Junior por 2 a 0 no Pacaembu.

O Corinthians está no Grupo 8 da edição 2016. O time comandado por Tite enfrentará o Cerro Porteño-PAR, Cobresal-CHI e o vencedor do confronto entre Oriente Petrolero-BOL e Independiente de Santa Fé-COL.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima