Infantino lidera 1º turno da eleição presidencial da Fifa

O candidato europeu Gianni Infantino saiu na frente e liderou a primeira rodada de votações na eleição que vai definir o novo presidente da Fifa, com 88 votos. Mas o suíço, que é o secretário-geral da Uefa, ainda não conseguiu apoio suficiente para vencer na primeira rodada e o processo que começou com cinco candidatos vai para um segundo turno.

O segundo colocado foi o xeque bareinita Salman bin Ibrahim Al Khalifa, com 85 votos, seguido pelo príncipe jordaniano Ali bin Al-Hussein, 27. Já o francês Jérôme Champagne teve apenas sete votos. Tokyo Sexwale, candidato sul-africano, retirou sua candidatura, depois de 15 minutos de apresentação de seu próprio programa de governo.

A Conmebol havia anunciado que votaria em bloco na primeira fase por Infantino. Mas, à reportagem, membros do alto escalão da CBF indicaram nesta manhã que essa recomendação valeria apenas para a primeira fase. “Na segunda fase, é cada um por si”, afirmaram.

Em seus últimos discursos diante dos delegados, os candidatos apresentaram listas de promessas e garantiram que atenderiam cada um dos interesses das diferentes regiões. Infantino, por exemplo, prometeu medidas para manter jogadores na América do Sul e a construção de campos pela África.

Ele foi o único a arrancar aplausos, justamente quando falou de dinheiro. “Vamos distribuir o dinheiro da Fifa. Esse dinheiro é de vocês”, declarou. Ele quer dar US$ 5 milhões (aproximadamente R$ 20 milhões) para cada federação nacional.

Já Ali garantiu maior transparência, enquanto Salman sugeriu atender os interesses dos pequenos países. Uma nova rodada de votações vai começar, apenas com três candidatos.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima