Ítalo-brasileira leva o Brasil ao pódio em Toronto

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A ítalo-brasileira Nathalie Moellhausen conquistou a medalha de bronze para o Brasil no início da noite desta terça-feira (21) no Pan de Toronto.
Nathalie perdeu para a americana Katharine Holmes por 10 a 7. Mesmo com a derrota, a brasileira subiu ao pódio, já que a competição não tem disputa pelo terceiro lugar.
O esgrimista brasileiro Renzo Agresta, 30, teve trajetória similar: perdeu para o canadense Joseph Polossifakis, 24, e ficou com a medalha de bronze, mesmo resultado obtido no Pan do Rio-07.
Filha de italianos, Nathalia conquistou pelo país três medalhas em Campeonatos Mundiais. Ouro em 2009, bronze em 2010 (individual) e outro bronze (por equipe) em 2011.
Da família do pai herdou o sobrenome alemão. Da avó materna, a nacionalidade brasileira.
Após a sétima colocação com o time de espada da Itália na Olimpíada de Londres, em 2012, Nathalie não competiu mais. Perdeu espaço no país que é potência na modalidade. Tinha outros desafios.
Morando e treinando em Paris desde os 20 anos, ela cursou filosofia na Sorbonne, de 2006 a 2008, e passou a se dedicar às artes.
Em 2010, com seu projeto artístico Skirmjan, criou um espetáculo de dança coreografada com esgrima para a cerimônia de abertura do Mundial de Paris. Depois, produziu o primeiro calendário fotográfico mundial com atletas da modalidade.
Em novembro passado, fez a direção de arte da festa de gala dos cem anos da Federação Internacional de Esgrima.
Agora, decidiu desenvolver sua arte em um novo país, Brasil.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima