Kerry pede que Rússia pare bombardeios na Síria para entrada de ajuda a civis

O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, disse nesta quinta-feira que o governo da Síria e a Rússia devem interromper os ataques a civis e permitir o acesso humanitário sem restrições em toda a
Síria.

“As agências de ajuda precisam ser autorizadas a chegar aos que precisam e bombardeios a alvos civis deve parar”, disse Kerry após uma reunião com o secretário de Relações Exteriores do Reino Unido, Philip Hammond e outros diplomatas.

Na quarta-feira, diante do impasse entre o governo de Bashar Assad e a oposição, a Organização das Nações Unidas (ONU) anunciou a suspensão das negociações de paz sobre o conflito na Síria. O mediador das Nações Unidas, Staffan de Mistura, disse que optou por “suspender temporariamente” o processo e retomar o diálogo a partir do dia 25 de fevereiro.

Kerry disse que falou hoje com o ministro de Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov, por telefone sobre como implementar um cessar-fogo.

Também nesta quinta-feira, o Observatório Sírio para os Direitos Humanos com base na Grã-Bretanha disse que mais de 500 alvos foram atingidos por ataques aéreos da Síria e da Rússia nesta semana, quando o governo recapturou áreas estratégicas ao norte na maior cidade do país, Aleppo.

Segundo o Observatório, a campanha de bombardeio desta semana foi a mais intensa em meses. A Rússia começou a lançar ataques aéreos no ano passado para apoiar seu aliado, o presidente sírio, Bashar Assad. Fonte: Associated Press.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima