Luis Fabiano chama Juvenal de ‘mito’ e diz que dirigente é ‘inigualável’

CAMILA MATTOSO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O atacante Luis Fabiano foi provavelmente a última pessoa a receber uma mensagem gravada por Juvenal Juvêncio, que morreu nesta quarta-feira (9), no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

O jogador ouviu as palavras de homenagem do dirigente em sua coletiva de despedida, na última sexta (4).

O atacante, que não vestirá mais a camisa do São Paulo, não teve tempo de agradecer o carinho.

“Se eu pudesse falar uma última coisa a ele, gostaria de agradecer a mensagem que ele me mandou. Porque não tive tempo, infelizmente. Eu não consegui agradecer. Acredito que eu tenha recebido o último áudio que ele mandou a uma pessoa. Queria agradecer por tudo que ele fez por mim”, disse o ex-camisa 9 do time tricolor.

Juvenal foi quem o trouxe de volta ao São Paulo, no final de 2011. Para ele, o ex-presidente do time do Morumbi é “inigualável” e um “mito”.

“Com certeza chamaria de mito, pela revolução que causou no futebol. Trouxe inovações na gestão dele, ajudou a conquistar títulos. Fez coisas que depois outros começaram a imitar. Com certeza estamos perdendo um mito. É uma pessoa inigualável, que vai deixar muita saudade, disse.

O atacante se lembrou de quando decidiu que queria voltar ao São Paulo e o telefonou. Contou, imitando a voz do cartola, o que ouviu do outro lado da linha.

“Foi ele quem me trouxe de volta. Eu liguei para ele e falei que tinha chegado a hora de voltar. Ele respondeu, daquele jeito dele: ‘Ainda não é hora, fica mais um pouco’. Eu insisti e ele mandou o assessor ficar um mês comigo lá e resolveu a situação”, afirmou.

Esse é o segundo velório da vida de Luis Fabiano. O primeiro e, até então, único, havia sido do avô dele, em 2000.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima