Madonna se compara a Picasso e diz que pretende trabalhar até morrer

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Aos 56 anos, Madonna não tem planos de parar tão cedo. Prestes a começar a turnê do disco “Rebel Heart”, lançado no início de 2015, a cantora falou à revista “Billboard” que “a criatividade não tem prazo de validade” e que ainda tem muito a dizer.
“Gosto de me comparar a outros tipos de artistas, como Picasso. Ele pintou até o dia de sua morte. Por quê? Porque acho que ele se sentiu inspirado a fazer isso. A vida o inspirou a continuar se expressando, e é assim que me sinto”, afirmou ela.
Sobre os shows de “Rebel Heart”, a cantora diz ser criteriosa com os detalhes, do figurino -“do sapato aos botões da jaqueta, é tudo importante para mim”- ao repertório, que deverá contemplar todos os 32 anos de carreira da artista.
“Me sento durante semanas e semanas tentando entender qual parte do meu velho catálogo eu quero fazer. É um quebra-cabeças que preciso resolver, porque, tematicamente, tanto as músicas velhas como as novas precisam ficar juntas.”
Madonna também elogiou a comediante Amy Schumer, que abrirá suas três apresentações em Nova York, em setembro. “Ela é um exemplo de comportamento para mim, e eu também sou [um modelo], então acho que é uma boa combinação.”

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima