Maduro convoca militantes do chavismo para debater “revés” eleitoral

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, convocou, na segunda-feira (7), os militantes do chavismo (seguidores do ex-presidente Hugo Chávez) para uma grande jornada de debate e de diálogo, com o objetivo de analisar o revés nas eleições parlamentares de domingo (6).

Em pronunciamento no Palácio de Miraflores, sede do governo, Maduro falou de um debate integral, para fortalecer a revolução e procurar soluções para as questões do país, um debate para fazer mais revolução.

O chefe de Estado venezuelano fez o apelo, em companhia dos ministros e ex-candidatos às eleições parlamentares. Ele disse que o debate não é para o chavismo se autoflagelar, como quer a embaixada gringa [norte-americana] e o imperialismo, mas para reconstruir nova maioria revolucionária. Acrescentou que será feita uma grande jornada de debate, de consulta e de elaboração da estratégia de ação face à nova etapa que começa na revolução bolivariana.

Vocês não sabem a dor que levamos no coração depois deste revés eleitoral, de como a burguesia fez danos ao povo, não apenas economicamente, mas também confundindo importantes setores de nossa sociedade, de nosso amado povo, ao qual dirigimos uma mensagem: Nós somos vocês, disse Maduro. Segundo ele, não há tempo para tristezas, mas para lutar e procurar a união entre os chavistas.

Esta é a primeira vez em 16 anos que a oposição na Venezuela tem maioria no Parlamento.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima