Mapa quita R$ 390 milhões em atrasos com seguradoras

Governo aprova cronograma de distribuição de recursos do seguro rural

Os produtores já podem procurar a contratação, entre esse mês e novembro deste ano, de recursos para o seguro rural. O CGSR (Comitê Gestor Interministerial do Seguro Rural) estabeleceu a distribuição de R$ 368.080 milhões previstos no orçamento do Programa de Subvenção ao PSR (Prêmio do Seguro Rural) para este ano.

Assessoria

No segundo semestre de 2014, foram destinados R$ 440 milhões

de subvenção do prêmio de seguro agícola

A reunião do comitê foi realizada na terça-feira (30), em Brasília.Segundo informações da Fenseg (Federação Nacional de Seguros Gerais), o Mapa (Ministério da Agricultura e Pecuária) quitou no último dia de junho, R$ 390 milhões de atrasos de 2014. Faltam ainda R$ 300 milhões, que estão bem encaminhados no Congresso Nacional.

O cronograma confirma a liberação, em julho, de R$ 60 milhões para a cultura do milho da 2º safra, também chamada de milho safrinha.Essas decisões atendem pleitos da Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), que desde o começo de 2015 vinha alertando o governo federal sobre as dificuldades com o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural.

O Comitê definiu o calendário para a contratação do seguro agrícola para o mês de agosto, de R$ 60 milhões para a soja. Para outras culturas, como arroz, feijão e café, estão destinados R$ 26,080 milhões.Para setembro, R$ 40 milhões são para a soja e R$ 20 milhões para culturas como pêssego, tomate e atividade pecuária, entre outras. Em outubro, estão previstos R$ 25 milhões para a uva e R$ 35 milhões para a maçã. Em novembro, R$ 10 milhões são para o milho 2º safra, que será plantado em 2016.

A resolução foi assinada pelos membros do comitê, composto pelos ministérios da Agricultura, Fazenda, Planejamento e Desenvolvimento Agrário e pela Susep (Superintendência de Seguros Privados), e foi publicada no Diário Oficial da União da quarta-feira (1º).No segundo semestre de 2014, o PSR destinou em torno de R$ 440 milhões para a subvenção do prêmio de seguro agrícola.

Com os cortes no orçamento do governo federal, para o segundo semestre de 2015 apenas R$ 206 milhões estão disponíveis para as mesmas culturas contratadas  ano passado.Isso significa que se não houver crédito suplementar no programa do seguro até o próximo mês, o número de produtores atendidos com cobertura de seguro agrícola será pelo menos 50% menor que em 2014. Dessa forma, os produtores que fizerem mais cedo a apólice tem maiores chances de obter a subvenção ao prêmio.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima