Marido de Gisele Bündchen se diz inocente e ‘desapontado com a NFL’

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Tom Brady, quarterback do New England Patriots e marido da modelo Gisele Bündchen, defendeu sua inocência e disse estar ‘desapontado com a decisão da NFL’ que mantém a suspensão do jogador por quatro jogos.
“Eu não fiz nada de errado e nem ninguém da organização Patriots”, escreveu em um longo post de desabafo em sua conta do Facebook publicado na manhã desta quarta-feira (29).
Brady, acusado de saber que estava usando usar bolas deliberadamente esvaziadas em um jogo decisivo contra o Indianapolis Colts, também negou que tivesse destruído o celular para esconder evidências da NFL (principal liga de futebol americano dos EUA).
Segundo uma investigação independente contratada pela liga, Brady sabia “pelo menos de forma geral” que as bolas utilizadas na partida estavam murchas. Na terça-feira (28), a suspensão do jogador foi mantida.
Além da punição de Brady, os Patriots ainda foram multados em US$ 1 milhão e perderam o direito de ter uma escolha na primeira rodada do draft (seleção de novos calouros) em 2016 e na quarta de 2017.
Duas horas depois da publicação, a postagem havia recebido mais 170 mil curtidas e sido compartilhada por 51 mil pessoas.
ENTENDA O CASO
A partida que teve bolas murchas, em janeiro deste ano, foi vencida pelos Patriots em casa por 45 a 7 e valia o título da Conferência Americana. O documento final da investigação conduzida pelo advogado criminalista Ted Wells, que tem mais de 200 páginas, foi divulgado em maio.
As bolas mais vazias ajudam tanto nos lançamentos feitos pelo quarterback (principal jogador de ataque), posição em que atua Brady, quanto nas recepções do jogador que recebe o passe.
Durante a partida contra os Colts, um membro da comissão técnica da equipe visitante entregou aos juízes uma bola mais vazia que o recomendado. Os árbitros então conferiram as 12 bolas usadas no jogo e apenas uma estava com a pressão correta.
Durante o processo de investigação, foram analisadas as bolas usadas, e-mails, mensagens de texto e imagens do circuito interno de segurança do estádio.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima