Nenê se valoriza mesmo com queda e tem futuro incerto no Vasco

BRUNO BRAZ

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – O Vasco não resistiu e foi rebaixado para a Série B pela terceira vez em sua história, mas mesmo numa campanha desastrosa, marcada por muitos vexames, houve quem conseguiu se safar e até se valorizar em meio ao caos: Nenê.

Apresentando em agosto, em meio ao returno do Campeonato Brasileiro, o jogador foi o símbolo da reação que chegou a dar esperanças ao torcedor vascaíno de se livrar da queda.

Os gols, assistências e boas atuações do camisa 10 abriram os olhos do mercado e o jogador já foi sondado por Palmeiras, Atlético-MG e clubes do exterior, algo que deixa seu futuro incerto no clube, mesmo com seu contrato tendo validade até o fim de 2016.

Empresário de Nenê, Gilvan Costa, no entanto, não gosta de falar abertamente sobre o futuro de seu cliente enquanto a temporada não se encerrar.

Após 12 anos no exterior, onde se destacou principalmente no Paris Saint-Germain, o meia de 34 anos tem a favor do Vasco, além do contrato, o gosto pelo Rio de Janeiro, cidade em que sempre passou férias e desejou morar.

No clube, já conquistou a simpatia de jogadores e funcionários e é querido pela torcida, que o poupou de protestos e sempre o aplaudiu.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima