Neymar espera redução de pena para jogar Eliminatórias

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Após passagem frustrante pela seleção brasileira na Copa América do Chile e curtindo férias no Brasil, o atacante Neymar disse que aguarda que a CBF recorra da suspensão de quatro jogos -ele já cumpriu dois- para poder jogar as eliminatórias da Copa-2018.
O atacante do Barcelona foi punido pela expulsão após a derrota da seleção para a Colômbia, por 1 a 0, ainda durante a primeira fase da Copa América. A decisão cabia recurso, mas a CBF decidiu não recorrer crente de que a pena seria válida apenas na Copa América -a Fifa determina que seja cumprida no próximo torneio oficial.
“Estou torcendo para que essa pena diminua e eu possa voltar o mais rápido possível. As eliminatórias terão uma dificuldade gigantesca, serão como a Libertadores”, disse Neymar à SporTV, durante evento do instituto que leve o nome dele na Praia Grande (litoral de SP).
O jogador ainda explicou porque deixou o Chile antes de a participação brasileira no torneio ter sido encerrada -foram dois jogos sem Neymar.
“Passei tudo que eu estava sentindo para meus companheiros e a comissão técnica. Falei que era difícil ficar ali, não estava feliz nem me sentindo bem. Acho que prejudicaria meus companheiros. Se eu desse um sorriso nos treinos, falariam que não estou nem aí. Se eu ficasse de cara feia, falariam que eu estava bravinho”, disse.
“A gente estava muito feliz por ser um time bom. Pensávamos em chegar na final, mas não conseguimos”, completou.
SANTOS e 7 A 1
Neymar ainda foi questionado sobre outros dois temas. Primeiro se teve contato com a diretoria do Santos, uma vez que a diretoria do clube acionou a Fifa para investigar os valores da negociação de Neymar com o Barcelona.
“Não e nem quero. Não conversei com ninguém e não estou a fim também”, disse, aos risos.
Depois, foi abordado sobre o aniversário de um ano da goleada de 7 a 1 da Alemanha no Brasil durante a semifinal da Copa-2014. O duelo foi realizado em 8 de julho passado, em Belo Horizonte. Neymar não entrou em campo porque estava machucado.
“As derrotas fazem parte, eu me vejo naquele jogo. Nós ficamos na história por causa daquilo e eu não fujo disso. Não adianta falar que passou. Levamos como aprendizado. Ficamos tristes por não estarmos conseguindo ganhar nada, é uma responsabilidade muito grande. Não é fácil jogar futebol hoje em dia. Não vamos ganhar só porque somos a seleção, o futebol está muito nivelado e se não nos prepararmos corretamente, não teremos como chegar”, disse Neymar ao site “Globoesporte.com”.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima