‘Nunca tive medo de um jogo da Liga dos Campeões’, diz Guardiola

Depois do susto que o Bayern de Munique levou na partida de ida contra a Juventus, o técnico Josep Guardiola afirmou nesta terça-feira que “não tem medo” de jogos da Liga dos Campeões e se mostrou resignado com o empate por 2 a 2 na Itália – seu time liderava o placar por 2 a 0 antes de ceder a igualdade.

“Nunca tive medo de um jogo da Liga dos Campeões. Sou um privilegiado por estar aqui”, declarou o treinador. “É sempre uma grande batalha, uma final para os dois times. Se vencermos, ficaremos felizes. Se perdermos, vamos tentar fazer melhor da próxima. Sei o que vai acontecer se não ganharmos a competição. Eu aceito a pressão e o meu papel.”

Guardiola se refere à pressão extra que vem enfrentando nas últimas semanas em razão do anúncio antecipado de que vai deixar o Bayern para comandar o Manchester City na próxima temporada europeia. Uma eliminação nas oitavas da Liga dos Campeões só deve agravar as críticas da torcida nesta reta final de sua passagem pelo clube alemão.

Para evitar isso, o treinador trata de esquecer a decepção do jogo de ida, no qual a Juventus quase buscou a virada. “Temos que aceitar o resultado. Eu preferia ter vencido por 5 a 0, mas agora temos que aceitar isso. A situação é a mesma de sempre: a Juventus estará muito forte em campo”, projetou.

Guardiola prevê forte retranca por parte dos italianos nesta quarta, no Allianz Arena. “A Juventus pode se defender com dez jogadores, com concentração e foco. Não gosto deste estilo de jogo, mas fico impressionado como eles conseguem fazer isso. E ainda podem manter a posse de bola com jogadores como Pogba. Teremos que jogar no nosso melhor nível. Já estou ansioso por esta ‘final'”, declarou.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima