Palmeiras vende cem produtos por hora após título da Copa do Brasil

GUILHERME SETO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Em entrevistas, o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, costuma falar de um “círculo virtuoso”, que funciona resumidamente da seguinte forma: bons jogadores levam a títulos, que atraem torcedores, que impulsionam o programa de sócio-torcedor e consomem mais produtos, gerando assim mais renda para o clube, que pode reinvestir no elenco. A visão de Nobre parece estar se tornando realidade.

No impulso da conquista da Copa do Brasil na quarta-feira (2), as lojas oficiais do Palmeiras venderam mais de 10 mil produtos oficiais do clube de quinta-feira (3) a domingo (6). Desses produtos, cerca de três mil eram camisas do time.

Com 2,5 mil produtos vendidos em média por dia, o Palmeiras comercializou pouco mais de cem produtos por hora desde a decisão da Copa do Brasil.

As lojas oficiais estão tendo dificuldades em atender todos os pedidos imediatamente.

“Os clientes estão fazendo reservas e mais reservas da camisa comemorativa, que em breve estará nas lojas. Pelo que estamos observando, o primeiro lote que chegará às lojas estará com tudo praticamente vendido”, diz Sérgio Censon, gerente de marketing da Meltex, empresa que administra as lojas oficiais do Palmeiras.

Em momento financeiro saudável, o Palmeiras vai pagar cerca de R$ 6 milhões de bonificação a seus jogadores pela conquista da Copa do Brasil.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima