Presidente fala em parceria com rivais e prevê jogos fora do Rio

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Presidente reeleito até o fim de 2018 no comando do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello afirmou que o clube está projetando uma parceria com dois rivais cariocas para tratar o problema do mando de jogos no Rio no ano que vem.

Tanto o Maracanã como o Engenhão ficarão a maior parte de 2016 voltados para os Jogos Olímpicos. Em entrevista ao canal SporTV, Bandeira de Mello revelou que o Flamengo está conversando com Botafogo e Fluminense para encontrar uma solução conjunta para o problema.

“Nós temos um projeto, até em parceria com Fluminense e Botafogo, para reativar a Arena da Ilha [do Governador]. Vamos colocar as arquibancadas provisórias para a gente ter uma opção de estádio dentro do Rio de Janeiro com 25 mil espectadores”, contou o presidente rubro-negro.

Bandeira de Mello admitiu que o plano não é o ideal para um clube do porte do Flamengo. E confirmou que o clube terá que mandar jogos fora do Rio em 2016.

“Não é o ideal, mas um plano intermediário. É claro que vamos ter que jogar fora do Rio também”, acrescentou.

Ao longo de 2015, o Flamengo já mandou alguns dos seus jogos fora do Rio em arenas que receberam os jogos da Copa-2014, como o Mané Garrincha, em Brasília (DF), e a Arena das Dunas, em Natal (RN).

OTIMISMO

Bandeira de Mello também comentou a prometida melhoria no futebol do Flamengo para 2016, após conseguir a estabilidade financeira repetida como principal lema do primeiro mandato.

“A gente quer ganhar tudo e tem condições para isso. Vamos investir dentro e fora de campo, não só para dar qualidade ao time, mas também pra que o time tenha condições de trabalhar fora de campo”, disse o mandatário.

“Você pode ver que 2013 foi difícil, 2014 já foi melhor porque já estava em curso o processo financeiro, 2015 foi melhor foi melhor ainda, tivemos grandes contratações, Sheik, Ederson, Cirino, Guerrero, que foi a mais cara do ano. 2016 vai ser melhor ainda, porque nossa situação vem melhorando na medida em que vamos nos recuperando financeiramente”, declarou.

MURICY

O presidente reeleito ainda comentou os motivos pelos quais Muricy Ramalho escolheu o Flamengo. Segundo o próprio técnico afirmou, ele preteriu propostas financeiras maiores para comandar o rubro-negro em 2016.

“Muricy quando conversou conosco, tomou consciência de todas as limitações que o Flamengo apresentava. Mas resolveu comprar o pacote porque está entusiasmado com o projeto, tanto é que não fez nenhum tipo de exigência”, disse Bandeira de Mello.

A contratação do treinador foi confirmada tão logo a reeleição do atual presidente foi garantida em eleição realizada nesta segunda (7).

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima