Presidente preso renuncia à Conmebol e uma nova eleição será marcada

MARCEL RIZZO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O paraguaio Juan Ángel Napout, preso acusado de corrupção, enviou nesta sexta (13) documento renunciando à presidência da Conmebol.

Como manda o estatuto da entidade, o uruguaio Wilmar Valdez, que é o único vice que restou na entidade, vai convocar novas eleições para presidente em até 60 dias -provavelmente para o final de janeiro de 2016.

A reportagem apurou que Valdez deve se candidatar, mas pode ter como concorrente Alejandro Dominguez, o presidente da Federação Paraguaia de Futebol. Valdez será o presidente interino até a eleição.

Participaram da reunião do Comitê Executivo da Conmebol nesta sexta o presidente interino da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Marcus Vicente, e o vice Fernando Sarney, que é um dos representantes da Conmebol na Fifa -ocupou a vaga de Marco Polo Del Nero, presidente licenciado da CBF, que renunciou ao cargo na Fifa no fim de novembro.

Napout é acusado, como Del Nero e José Maria Marin, ex-presidente da CBF, de cobrar propina de executivos para ceder direitos comerciais de torneios na América do Sul, como a Libertadores e a Copa América.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima