Promotoria investiga cessão de área pública para realização do Rock in Rio

MARCO ANTÔNIO MARTINS

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – O Ministério Público do Rio abriu inquérito para apurar se a Prefeitura do Rio cedeu irregularmente a uma empresa particular a área do Parque dos Atletas, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, para a realização do Rock in Rio (RIR). O local foi desapropriado em 2010 pelo município e, anualmente, estaria servindo apenas a shows de rock.

O inquérito foi aberto no último dia 9 de novembro. Tanto a prefeitura como a empresa tem até a próxima quarta (9) para responder ao Ministério Público.

A suspeita do promotor Alberto Camargo não está, inicialmente, na desapropriação do terreno. Mas no gasto do dinheiro público com a revitalização do terreno para prepará-lo para o Rock in Rio e na destinação apenas para o evento.

A reportagem fez uma consulta no Diário Oficial do Município do Rio. Nas publicações entre 16 de agosto de 2010 e 5 de novembro de 2015 uma série de obras e reparos do local foi feita para a realização do RIR. A abertura do parque aconteceu no Rock in Rio de 2011.

A previsão da prefeitura é de que o parque seja uma área de convivência dos atletas durante a Olimpíada e Paraolimpíada de 2016. No Diário Oficial de 16 de agosto de 2010, um comunicado do prefeito Eduardo Paes explica que o local servirá ao Rock in Rio como também a grandes shows, além de legado para a cidade.

Desde então, a Riotur gastou, por exemplo, R$ 101 mil com banheiros químicos entre 2014 e 2015. Já com o serviço de segurança foi gasto R$ 1 milhão no ano passado. Com a limpeza do local, a prefeitura gastou R$ 379 mil em 2014.

Além de duas edições do Rock in Rio, o local foi utilizado para shows das cantoras Lady Gaga e Madonna, em 2011 e 2012, respectivamente. Além disso, permaneceu fechado durante a Rio+20, a pedido dos organizadores do evento.

A Prefeitura do Rio informou, através de nota, que “a Procuradoria-Geral do Município aguardará a conclusão do inquérito para se pronunciar”.

De acordo com a nota, o Parque dos Atletas foi o primeiro equipamento olímpico a ser entregue pela prefeitura à população, em 2011.

“O local possui quadras de basquete, futebol, vôlei, handebol, tênis e ciclovia para incentivar a prática esportiva. Também tem caráter cultural e serve de palco para shows de artistas internacionais. Durante os Jogos Rio-2016, o parque será utilizado como área de lazer para os atletas que estiverem hospedados na Vila dos Atletas e competindo no Parque Olímpico. Após o evento esportivo será devolvido para uso da população”.

Já a Dream Factory declarou que “não recebeu nenhuma notificação, portanto não irá se pronunciar”.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima