Ronaldo diz que Del Nero faz manobra para manter ‘sistema corrupto’ na CBF

MARCEL RIZZO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A provável eleição do presidente da Federação Paraense de Futebol, Antonio Carlos Nunes, para a vice-presidência da CBF, e a possibilidade de ele assumir a presidência é uma manobra para manter o “sistema corrupto na CBF”.

A opinião é do ex-atacante Ronaldo, campeão do mundo com a seleção em 1994 e 2002.

“As pessoas persistem em manter o sistema corrupto. Mas estamos tendo mais investigações, acredito que possam existir mudanças reais. Mas sim [a eleição] é uma manobra para manter esse sistema corrupto”, disse Ronaldo na manhã desta quinta-feira (10), no anúncio de uma sociedade dele em uma empresa de bebidas saudáveis.

Ronaldo disse não se arrepender de ter feito parte do conselho do COL (Comitê Organizador Local) da Copa 2014, onde trabalhou diretamente com o presidente licenciado da CBF Marco Polo Del Nero e com o ex-presidente José Maria Marin, ambos acusados nos EUA de corrupção em contratos esportivos  Marin está preso em Nova York.

“Não me arrependo porque representei meu país. E eu abri mão do meu salário. O presidente Marin e o Marco Polo não tiveram nem 5% da minha atuação no comitê e receberam salários acima de R$ 100 mil”, disse Ronaldo.

Ele não pretende atuar politicamente na CBF neste momento, apesar de admitir estar conversando com algumas pessoas.

“Não quero misturar minha atuação como empresário. Estou trabalhando honestamente, é minha prioridade nesse momento”, disse o ex-jogador.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima