Santos é goleado e continua na zona de rebaixamento

MARCELO SALTON
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um apagão nos primeiros 20 minutos da etapa final fez o Santos ser goleado por 4 a 1 pelo Goiás no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. A derrota mantém o alvinegro na zona de rebaixamento e aumenta a pressão sob o técnico Marcelo Fernandes.
Os santistas permanecem com 10 pontos, na 17ª posição. Já o clube do Centro-Oeste subiu para o 13º lugar, com 13.
Sem Geuvânio, o técnico santista Marcelo Fernandes trocou o 4-3-3 pelo 4-4-2, em uma tentativa de tornar o meio-campo mais forte na criação e, ao mesmo tempo, deixar a defesa menos desprotegida.
A estratégia deu certo no início da partida e foi do alvinegro a primeira chance. Thiago Maia lançou Gabriel em velocidade e o camisa 10 ganhou do marcador na velocidade e bateu forte, mas Renan espalmou para a linha de fundo.
As melhores chances do Goiás vieram em duas conclusões do meio-campista Liniker, ambas defendidas pelo goleiro Vanderlei.
Na etapa final, o Santos pagou um preço alto para as constantes falhas defensivas. Com menos de 2min, Thiago Maia furou dentro da área e permitiu a Carlos Eduardo ficar com a bola. Na sequência, o volante Lucas Otávio cometeu pênalti ao derrubar o atacante do time goiano. Na cobrança, Felipe Menezes abriu o placar ao bater firme no canto direito de Vanderlei.
Quatro minutos depois, Diego Barbosa levantou a bola na área em cobrança de falta pela esquerda. A defesa foi incapaz de afastar e Fred pegou a sobra antes de finalizar no canto esquerdo para marcar o segundo.
O terceiro veio aos 13min, quando Thiago Maia errou na intermediária. Carlos Eduardo recuperou a bola e serviu Felipe Menezes na entrada da área. O meia bateu forte no canto direito e ampliou para os goianos.
O relógio marcava apenas 16min, quando Daniel Guedes perdeu para Bruno Henrique, que driblou Vanderlei e cruzou para Carlos Eduardo desviar para as redes de cabeça.
Com a vitória garantida, o alviverde se contentou em administrar a larga vantagem no restante da partida, diante de um Santos apático.
A chance dos paulistas descontarem veio aos 43min, após Neto Berola sofrer pênalti. Na cobrança, Ricardo Oliveira marcou o seu oitavo gol na competição.
GOIÁS
Renan; Clayton Sales, Felipe, Fred e Diogo; Rodrigo, David, Liniker e Felipe Menezes (Juliano) ; Bruno Henrique e Carlos Eduardo (Murilo)
T.: Augusto César
SANTOS
Vanderlei; Daniel Guedes (Caju), Werley, David Braz e Victor Ferraz; Thiago Maia, Lucas Otávio (Neto Berola), Rafael Longuine e Lucas Lima; Gabigol (Marquinhos Gabriel) e Ricardo Oliveira
T.: Marcelo Fernandes
Estádio: Serra Dourada, em Goiânia
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Gols: Felipe Menezes, aos 2, Fred, aos 6, Felipe Menezes, aos 14, Carlos Eduardo, aos 16, e Ricardo Oliveira, aos 44 min do 2º tempo
Cartões amarelos: Thiago Maia, Daniel Guedes e Werley (S)
Renda: R$ 50.925,00
Público: 1.829

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima