São Paulo recusa sondagem de clube dos EUA por Ganso

GUILHERME PALENZUELA
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Orlando City, dos Estados Unidos, procurou o São Paulo para falar sobre a possibilidade de contratar Paulo Henrique Ganso e teve a sondagem rechaçada. Não houve uma proposta formal, segundo a diretoria são-paulina, e também não seria de interesse do atleta se transferir para o futebol norte-americano.
A diretoria do São Paulo afirma que Paulo Henrique Ganso está nos planos do técnico Juan Carlos Osorio, mas não desmente que uma proposta de R$ 15 milhões pelos 32% dos direitos econômicos que o clube detém viabilizaria uma transferência.
O Orlando City é propriedade do empresário brasileiro Flavio Augusto da Silva e tem Kaká no elenco. O ex-melhor do mundo se transferiu para o clube da Flórida após sua segunda passagem pelo Milan e ainda passou o segundo semestre de 2014 emprestado ao São Paulo antes de estrear pelo clube que hoje defende.
A diretoria do São Paulo recebeu uma oferta do Flamengo por Ganso há pouco mais de um mês. Em reunião realizada no estádio do Morumbi, em São Paulo, o clube carioca ofertou R$ 10 milhões pelos 32% dos direitos econômicos -a DIS, do Grupo Sonda, detém 68%. Antes disso, o Santos ainda tentou um empréstimo do meia de volta à Vila Belmiro, sem sucesso.
A avaliação de R$ 15 milhões pelos R$ 32% de Ganso representa uma queda vertiginosa no que o próprio São Paulo pensava sobre o camisa 10. Há um ano a diretoria dizia que o valor de mercado do meia era de 30 milhões de euros (mais de R$ 100 milhões), montante que avaliava os 32% em cerca de R$ 30 milhões -o dobro do valor pedido hoje. Em setembro de 2012, o São Paulo pagou R$ 16 milhões ao Santos por 32% dos direitos econômicos. A DIS, que já tinha 45% dos direitos, pagou R$ 7,9 milhões e ficou com 68%.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima