Seca de títulos da Argentina completará pelo menos 25 anos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Argentina ficou no quase mais uma vez, neste sábado (4), ao ser derrotada, nos pênaltis, pelo Chile na final da Copa América.
Os argentinos não levantam um troféu expressivo desde 1993, quando venceram a mesma Copa América diante do México. Assim, a escassez de títulos pode durar pelo menos até 2018, quando será disputada a Copa do Mundo da Rússia.
O time comandado por Tata Martino também perdeu a oportunidade de se igualar ao Uruguai como o maior campeão da competição continental -15 títulos no total.
O Brasil, que foi eliminado nas quartas de final, vem logo em seguida com oito títulos conquistados. O último, inclusive, foi contra o time de Lionel Messi na vitória por 3 a 0, em 2007. O argentino fazia ali sua primeira aparição na Copa América.
Assim como a seleção, Messi também não consegue levantar taças pela seleção principal do seu país. O argentino só ganhou o Mundial sub-20, em 2005, e a Olimpíada de Pequim, em 2008.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima