Show de David Gilmour em SP contempla clássicos do Pink Floyd

THALES DE MENEZES

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O inglês David Gilmour, 69, ex-guitarrista da banda Pink Floyd, começou seu primeiro show solo no Brasil às 21h12 de sexta (11) tocando músicas de seu quarto e recente álbum, “Rattle that Lock”.

O público lotou o setor de cadeiras VIP junto ao palco e a pista do estádio Allianz Parque (e praticamente as cadeiras também, alcançando a lotação de 40 mil pessoas).

A consagração do ídolo começou a se intensificar na quarta música, a clássica do Pink Floyd “Wish You Were Here”, de 1975.

Seus solos suaves mas poderosos faziam os fãs urrarem. Com o passar do show, o repertório contemplou cada vez mais as músicas de sua antiga banda, para satisfação geral.

Depois de dez músicas e um intervalo de 20 minutos, Gilmour voltou ao palco com uma dobradinha para homenagear Syd Barrett, o guitarrista original que ele substitui após o primeiro disco do Pink Floyd.

Ele tocou a lisérgica “Astronomy Domine”, deste álbum de estreia, e “Shine On You Crazy Diamond (Parts I-V)”, composta pela banda para falar de Barrett, morto em 2006.

Gilmour encerrou a segunda parte do show com duas do Pink Floyd, “Sorrow” (1987) e “Run Like Hell” (1979), esta numa versão devastadora que levantou o estádio.

E as pessoas permaneceram de pé para pedir o bis, que veio totalmente Pink Floyd, com “Time”, “Breathe (Reprise)” e, para lavar a alma de todos, o hino do rock “Comfortably Numb”.

Uma noite de gala para os fãs do Pink Floyd, mas nem precisava ser alucinado pela banda para gostar. Gilmour é um guitarrista fantástico, capaz de seduzir qualquer um que goste de música boa.

Gilmour se apresenta novamente no Allianz Parque neste sábado (12), às 21h. A turnê brasileira tem mais dois shows: na Pedreira Leminski, em Curitiba, nesta segunda (14), e na Arena Grêmio, em Porto Alegre, na quarta (16).

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima