Tenista se prepara para circuito Sul-Americano

Destaque em várias competições, o tenista pato-branquense Rafael Alende Barcelos, que atualmente treina em Porto Alegre (RS), tem como objetivo para 2016 participar do Circuito Cosat, que ao longo do ano terá etapas no Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Equador e Colômbia, reunindo tenistas de 14 e 16 anos.

Arquivo pessoal
Dos 7 aos 13 anos, Barcelos treinou em Pato Branco

Com uma rotina de treinos e competições que vem fechando o calendário 2015, Barcelos já se prepara para o Circuito Cosat, principalmente por ser uma das formas de pontuação para o ranking Sul-Americano. No entanto, com uma estimativa de custo de viagens e inscrições variando de R$ 15 mil a R$ 18 mil, o jovem tenista vem desde outubro promovendo por meio das redes sociais uma rifa digital no valor de R$ 10,00 para angariar recursos. Com sorteio previsto para o dia 31 de dezembro, o ganhador vai receber uma camisa do Grêmio ou do Internacional.

Barcelos, que já possui patrocínio de três empresas da região metropolitana de Porto Alegre, também busca outras formas de apoio para conseguir participar da competição sul-americana, sendo assim, os interessados podem entrar em contato com a família do tenista através do e-mail  [email protected], e pelo perfil do Facebook registrado como RafaAldendeBarcelos.

Estilo de jogo

Aldair Dias Gomes, professor de tênis de Barcelos no Clube Pinheiros em Pato Branco dos 7 anos aos 13 anos, avalia o estilo de jogo do jovem tenista como um tenista de ataque. Ele tem um jogo mais agressivo, que encurta os pontos (jogo sem muitas trocas de bolo), explicou o professor, lembrando que a diversidade de variação de jogo também o faz parecer com o estilo de Roger Federer, ex-número 1 do mundo.

Definido dentro da gíria do tênis como um atleta que joga para dentro da quadra, de acordo com Dias, Barcelos tem maior possibilidade de erro nesse estilo de jogo. Os erros são forçados com esse estilo.

Gomes também explicou que, além dos treinos normais dos jogadores de tênis, quem assume uma postura [jogo de ataque] com a de Barcelos passa a ter mais horas de treinamento para reduzir ao máximo os erros em quadra.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima