Torcedor acusado por incidente na Bombonera pede desculpas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O torcedor do Boca Juniors que atirou gás tóxico em jogadores do River Plate durante clássico entre as duas equipes pela Taça Libertadores admitiu ser culpado e pediu desculpas perante a Justiça argentina, informou o seu advogado.
Adrián Napolitano, “el panadero” (o padeiro), foi um dos sete sócios expulsos pelo Boca na semana passada, após ter sido reconhecido como um dos agressores na partida disputada em 14 de maio.
Napolitano “não nega o ocorrido, contou à juíza [Wilma López] como aconteceu. Ele disse que não foi premeditado. Foi uma ação de uma só pessoa que teve muitas consequências”, afirmou o advogado Hernán Carluccio, encarregado da defesa do torcedor.
“Está muito arrependido e pediu desculpas na corte”, completou o defensor. O torcedor do Boca Juniors é acusado por ter causado lesões leves em atletas do River.
A partida foi interrompida no intervalo. O incidente aconteceu no túnel que liga o gramado da Bombonera aos vestiários, durante o retorno dos jogadores do River para a etapa final.
O episódio resultou na desclassificação do Boca Juniors da competição, além do pagamento de uma multa de US$ 200 mil e fechamento do estádio por dois jogos em competições sul-americanas.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima