Vasco divulga que pediu à Ferj para Flamengo e Fluminense serem punidos

O Vasco não tem nenhuma vergonha de expor que faz de tudo para prejudicar Flamengo e Fluminense. Nesta sexta-feira a diretoria vascaína publicou em seu site oficial a íntegra de uma carta enviada à Federação de Futebol do Estado do Rio (Ferj) em que o presidente Eurico Miranda pede que Fla e Flu sejam punidos por disputar a Copa Sul-Minas-Rio.

A briga é antiga e gerou uma novela que durou meses. O Vasco, assim como o Botafogo e todos os demais times da primeira divisão do Campeonato Carioca, sempre se posicionou contra a competição organizada pela Primeira Liga. Atendendo ao interesse desses clubes, a Ferj, presidida por Rubens Lopes, aliado político de Eurico, diversas vezes tentou impedir a realização da Sul-Minas-Rio.

O campeonato começou em caráter amistoso, com apenas duas partidas por clube autorizadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que inicialmente acatou os argumentos da Ferj, mas acabou liberado pela entidade máxima do futebol brasileiro. Mesmo assim, entretanto, o Vasco cobra que Flamengo e Fluminense sejam punidos.

Na carta, Eurico lembra que a Ferj decidiu, numa assembleia geral e no conselho arbitral do Carioca, que só autorizaria a participação de filiados em torneios interestaduais se o mesmo cumprisse três critérios: não coincidisse com o Carioca, estivesse no calendário da CBF e fosse organizada pela CBF. Além disso, a Ferj precisava autorizar formalmente a participação.

Ao aprovar essas restrições, Vasco, Botafogo e os clubes pequenos do Rio queriam exatamente barrar a participação de Flamengo e Fluminense na Copa Sul-Minas-Rio, uma vez que esses são critérios que o torneio não cumpriria. Fla e Flu alegam que não precisam de autorização da Ferj, mas o Vasco não concorda com essa tese. Tanto que pede punição aos rivais.

“Dois filiados desta federação, Flamengo e Fluminense, parecem não estar cumprindo com os deveres e obrigações emanados (…), à medida que, diferentemente do autorizado, vem sendo reiteradamente anunciado que as agremiações estão participando de uma competição não prevista no calendário oficial. (…) O Vasco solicita à ilustre federação (que) sejam tomadas as devidas, necessárias e urgentes medidas acerca das aparentes violações do parte do Flamengo e Fluminense com a aplicação do que couber do deliberado pela assembleia geral”, escreve Eurico na carta. As punições previstas, citadas no documento, são a perda da cota de TV do Campeonato Carioca e a exclusão de todos os torneios das categorias de base deste ano.

O Flamengo chegou a anunciar que jogaria o Carioca com um time reserva, mas voltou atrás da decisão alegando que não queria prejudicar um parceiro comercial – no caso, a Globo. O contrato de transmissão do Carioca, entretanto, acaba nesta temporada e o Flamengo já mostra disposição de não renovar, ficando fora do Estadual no ano que vem.

De fato, não compensa para o Flamengo jogar o Campeonato Carioca. Sem poder utilizar o Maracanã e o Engenhão, reservados para a Olimpíada, o clube rubro-negro tem jogado em estádios pequenos no Estadual e atraindo público ínfimos. Em três jogos contra pequenos, teve renda líquida de R$ 55 mil. Só em um jogo da Sul-Minas-Rio no Espírito Santo, quarta, contra o Criciúma, lucrou 14 vezes mais: R$ 750 mil.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima