Vasco reforça segurança, mas tem chegada tranquila ao Rio

BRUNO BRAZ
RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – A diretoria do Vasco ficou bastante preocupada após mais uma derrota no Campeonato Brasileiro. De olho em uma possível manifestação da torcida depois do revés por 3 a 0 para o Corinthians em São Paulo, a segurança foi reforçada no desembarque do time no Rio de Janeiro, na tarde desta quinta-feira (30). No entanto, nenhum torcedor compareceu ao local.
Escoltada por mais de 15 policiais militares, três viaturas e uma dezena de seguranças particulares, a delegação cruzmaltina chegou com tranquilidade ao Rio após o jogo no Itaquerão.
Os responsáveis pela segurança fizeram um corredor no saguão do aeroporto e isolaram os jogadores até o ônibus que esperava a delegação. Poucos atletas conversaram com jornalistas presentes ao desembarque.
“Não tem muito o que falar neste momento. Não tenho palavras para o torcedor agora. Só posso prometer que vamos trabalhar bastante para tirar o Vasco dessa situação. Temos nove dias até o jogo contra o Joinville e vamos treinar para corrigir as coisas”, disse o zagueiro Luan.
PROVICAÇÕES
Sem torcedores vascaínos para receber a delegação, alguns funcionários do aeroporto acabaram recebendo o time. Torcedores do Flamengo, duas pessoas que trabalhavam no local ironizaram os atletas que passam pelo local.
Gritos de “segunda divisão” e outras provocações foram ouvidas. Seguranças particulares do Vasco e alguns jogadores não esconderam o incômodo com a situação, mas não houve qualquer confusão.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima