Vasco tem dois expulsos, perde para Chapecoense e quebra ‘efeito Roth’

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – O Vasco mostrou muita raça, mas não conseguiu segurar a Chapecoense, que venceu por 1 a 0, neste sábado (4), em Santa Catarina. A missão ficou ainda mais complicada após a expulsão de Cristiano aos 5min do segundo tempo. Com um jogador a menos, o time carioca se fechou defensivamente, mas não suportou a pressão dos donos da casa. Neto marcou o gol da vitória. Aos 34min, quando já perdia, Jhon Cley também recebeu o vermelho.
O resultado foi muito ruim para o Vasco, que, além de seguir na zona de rebaixamento, com nove pontos, viu o fim do ‘efeito Celso Roth’. Após a chegada do treinador, o Cruzmaltino estava 100% com duas vitórias em dois jogos. A Chapecoense, por sua vez, chegou aos 16 pontos e pula para a 8ª colocação.
O JOGO
A Chapecoense queria fazer valer o mando de campo e partiu para cima do Vasco desde o primeiro minuto. O time levou muito perigo nas finalizações, mas não marcou e deixou os visitantes mais à vontade. O Vasco deixou de ficar apenas se defendendo para se arriscar mais no ataque. Mas foi pouco, com ambos os lados deixando a desejar. A etapa inicial terminou sem gol.
O segundo tempo foi determinante para o resultado. Logo aos 5min, Cristiano foi expulso e dificultou a vida do Vasco, que se segurou até os 29min, quando Neto, de bicicleta, abriu o placar. Perdido em campo, o Cruzmaltino foi para cima, mas sofreu nos contra-ataques. E foi assim que John Cley recebeu também o cartão vermelho. Os catarinenses até tentaram ampliar o resultado, mas não foi preciso. Vitória confirmada.
CHAPECOENSE
Danilo; Apodi, Rafael Lima, Neto e Dener; Elicarlos (Wagner), Bruno Silva (Roger), Cleber Santana, Hyoran (Maranhão) e Camilo; Bruno Rangel. T.: Vinícius Eutrópio.
VASCO
Charles; Madson, Anderson Salles, Aislan e Christiano; Guiñazú, Serginho, Julio Cesar e Emanuel Biancucchi (Jhon Clay); Riascos (Thalles) e Gilberto (Lucas). T.: Celso Roth
Gol: Neto, aos 29min do 2º tempo
Cartões amarelos: Bruno Rangel (C); Guiñazu e Jhon Clay (V)
Cartões vermelhos: Christiano e Jhon Clay (V)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Estádio: Arena Condá, Chapecó (SC)
Público: 4.349 presentes

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima