‘Vejo tesão nos atletas em representar o Exército’, diz Joanna Maranhão

MARCEL MERGUIZO E PAULO ROBERTO CONDE, ENVIADOS ESPECIAIS
TORONTO, CANADÁ (FOLHAPRESS) – A nadadora Joanna Maranhão, 28, falou nesta quarta-feira (15) sobre a polêmica dos atletas-militares no Pan de Toronto.
A pernambucana, que é terceiro sargento do Exército, assim como o namorado Luciano Correa, do judô, acha positivo os esportistas estarem nas Forças Armadas.
“Vejo tesão nos atletas em poder representar o Exército”, afirmou após a prova de 200 m peito em que ficou na quinta colocação.
Joanna entrou para as Forças Armadas em 2009 e, como o contrato é de oito anos, vai deixar de ser militar no ano que vem.
“O Exército sempre me deixou livre para fazer a continência ou não”, contou a atleta que ainda disse que passou a respeitar mais o hino após se tornar militar.
Ela chegou a morar por dois meses na Fortaleza de São João, no Rio, onde o Brasil vai montar seu quartel-general durante os Jogos Olímpicos do Rio-2016.
Curiosamente, Joanna contou que desmaiou duas vezes durante sua formatura no Exército por passar muito tempo em pé.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima