Vitória vence clássico com Bahia e toma o lugar do rival no G4 da Série B

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Vitória fez jus ao fato de jogar dentro de casa e se impôs no clássico com o Bahia, neste sábado (4), pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Com a vitória de 4 a 1, o time comandado por Vagner Mancini entrou no G4, na quarta colocação, tirando justamente o maior rival da zona de acesso para a primeira divisão.
Se o Vitória agora é o quarto colocado com 19 pontos, o Bahia caiu três posições e está sem sexto, com 18.
Os gols do triunfo do Vitória foram marcados por Guilherme Mattis, aos 4 minutos do primeiro tempo, Escudero, aos 18 minutos da segunda etapa, Rogério, aos 36, e Robert, aos 48. O Bahia descontou aos 41, com Maxi Biancucchi.
Na próxima rodada, o Bahia recebe o Paysandu, na Fonte Nova, na próxima terça (7). O Vitória visita o Boa Esporte no mesmo dia.
O JOGO
O Vitória começou a partida pressionando mais e, aos 4 minutos, abriu o placar. Rhayner cobrou escanteio curto para Escudero, que cruza para a área e Guilherme Mattis, livre de marcação, sobe para cabecear para o fundo do gol de Douglas Pires.
Depois do gol, o Bahia conseguiu equilibrar a partida, mas não o suficiente para assustar Fernando Miguel. Na melhor oportunidade, aos 17 minutos, após cruzamento da esquerda, Souza subiu sozinho, mas acabou errando a cabeçada.
O segundo tempo começou com o Bahia melhor, mas, mais uma vez, não conseguindo incomodar efetivamente o goleiro Fernando Miguel. Na melhor chance, logo no primeiro minuto, Souza chutou para a defesa do arqueiro do Vitória.
À frente do placar e controlando o jogo, o Vitória ampliou o marcador aos 18 minutos. Diego Renan invadiu a área e foi derrubado por Adriano. Na cobrança, Escudero deslocou o goleiro Douglas Pires e balançou as redes do Bahia.
Se a situação já estava ruim para o Bahia, ficou ainda pior aos 36 minutos. Rogério recebeu a bola dentro da área e soltou a bomba para fazer um golaço. Na comemoração, tirou a camisa e acabou recebendo o cartão amarelo.
Sem chances de reverter o marcador, o Bahia descontou aos 41 minutos, quando Maxi Biancucchi aproveitou falha da defesa adversária e anotou de cabeça.
Antes do final da partida, Escudero deu uma entrada forte em Maxi Biancucchi e Souza chegou duro no jogador do Vitória para tirar satisfações. Os dois acabaram sendo expulsos pelo árbitro Arilson Bispo.
Quando a partida parecia que terminaria em 3 a 1, Robert, que entrou no segundo tempo, decidiu fazer um golaço. Aos 48 minutos, o artilheiro do ano soltou a bomba e acertou o ângulo de Douglas Pires.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima