Mundo

Em Taiwan, milhares protestam contra importação de carne de porco dos EUA

Milhares de pessoas protestaram nas ruas de Taipei, capital de Taiwan, contra uma decisão que permitiu a importação de carne suína americana pelo país. Os manifestantes alegam que as compras podem criar problemas de segurança alimentar.

Em agosto, a gestão do presidente Tsai Ing-wen derrubou uma antiga proibição à importação destes produtos, em um movimento visto como um dos primeiros passos na negociação de um acordo comercial bilateral. As importações serão autorizadas a partir de janeiro.

A decisão enfrenta resistências tanto por parte da oposição ao governo quanto por parte da população. A carne importada poderá conter traços de ractopamina, um aditivo para ração animal utilizado para fazer com que os animais tenham carne magra. O uso da substância é permitido nos EUA, mas proibido em regiões como a União Europeia.

Manifestantes ouvidos pela Associated Press afirmaram que sua maior preocupação é com os efeitos da substância para a saúde humana. Além disso, disseram temer não serem capazes de distinguir a carne de porco americana da taiwanesa, criada sem a substância, nos pontos de venda.

Para cima