Mundo

EUA: diretora do CDC se diz ‘encorajada’ com queda de mortes, mas pede cautela

A diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, Rochelle Walensky, se disse nesta quarta-feira “encorajada” com a queda no número de mortes por coronavírus no país e atribuiu o movimento ao avanço da vacinação em massa. No entanto, ela ponderou que o volume de infecções ainda esta muito elevado. “Precisamos ter um número de casos menor para parar a circulação do vírus, a emergência de variantes, as hospitalizações e, em última instância, as mortes”, destacou a diretora, em entrevista coletiva virtual.
Para cima