EUA negou pedidos de doação de vacinas feitos por outros países, diz Casa Branca

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou nesta sexta-feira que os Estados Unidos negaram todos os pedidos de doação de vacinas contra a covid-19 feitos por outros países. “A prioridade do presidente Joe Biden é vacinar os americanos”, declarou a assessora durante uma coletiva de imprensa.

Psaki foi questionada sobre o estoque de doses do imunizante da AstraZeneca que os EUA detêm, já que o produto ainda não recebeu autorização para uso emergencial no país.

De acordo com a porta-voz, o objetivo é ter “flexibilidade” na vacinação.

Mais cedo, o coordenador da resposta da Casa Branca à pandemia, Jeff Zients, também havia comentado o assunto. “Temos um pequeno estoque da AstraZeneca para que, se aprovado, possamos enviar esse estoque ao povo americano o mais rápido possível”, afirmou.

Na quinta-feira, 11, em pronunciamento à nação, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou que orientará os estados norte-americanos a tornar todos os cidadãos adultos do país aptos para vacinação contra a covid-19 até 1º de maio.