Mundo

Japão pede melhoria em condições de Xinjiang e Hong Kong

O ministro das Relações Exteriores do Japão, Toshimitsu Motegi, pediu a seu homólogo chinês para que o país tome medidas para melhorar as condições de direitos humanos dos uigures e interromper a repressão em Hong Kong, de acordo com um relato oficial japonês sobre uma ligação entre as autoridades.

Em um comunicado após a ligação, o Ministério das Relações Exteriores da China disse que o ministro Wang Yi se opôs à interferência do Japão em questões envolvendo a região de Xinjiang e Hong Kong, instando o Japão a respeitar os assuntos internos da China. O documento afirma que Wang alertou o Japão contra ser influenciado por países com “preconceitos contra a China” e lembrou seu homólogo de que, embora o Japão tenha uma aliança com os EUA, também assinou um tratado de paz e amizade com Pequim.

A mensagem forte de Tóquio chega pouco antes de o primeiro-ministro Yoshihide Suga viajar para os EUA para uma cúpula com o presidente Joe Biden em 16 de abril. O Japão costuma ter receio de irritar Pequim, que é seu maior parceiro comercial. Tóquio é um aliado próximo de Washington, mas não se juntou aos EUA e a várias outras nações em março ao impor sanções à China pelas alegações de repressão de sua minoria uigur muçulmana.

Fonte: Dow Jones Newswires.

Para cima