Opinião

Aeroporto Regional: necessidade ou teimosia?

Volta e meia o tema Aeroporto Regional é pauta política em nossa região.
Dessa vez o assunto volta ao cenário político após anúncio do prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, sobre a ampliação do Aeroporto Juvenal Cardoso, que atualmente opera uma linha aérea diária para Curitiba, atendendo à população do Sudoeste do Paraná e Oeste de Santa Catarina. 
A maioria dos voos tem saído lotados. A vinda de Curitiba, também com voo diário, não é diferente. 
A ampliação do atual aeroporto já em operação aumentará a oferta de passagens e garantirá o atendimento da atual demanda com folga para os próximos 30 anos, esse é fato incontroverso. O investimento máximo nessa ampliação gira em torno de R$ 50 milhões.
Falar, arguir qualquer fato ou necessidade diferente é mera especulação, politicagem que a população não aceita mais.
Existem tantas outras necessidades emergenciais reais da população sudoestina para serem sanadas pelo poder público antes de se cogitar a construção de um aeroporto regional, que tem custo estimado em R$ 1,5 bilhão. Isso mesmo: R$ 1.500.000.000,00.
Com esse dinheiro pode-se melhorar muitas necessidades urgentes na vida do cidadão sudoestino, como:
– Reforma e ampliação das rodovias PR -280, PR-493 e PR-281;
– Serviço aéreo de UTI para o Sudoeste 
– Aumento das especialidades médicas atendidas na região, sem a necessidade de enviar doentes/pacientes para Curitiba;
– 100% do Sudoeste atendido por saneamento básico;
– Novas cadeias públicas, já que as existentes operam acima da lotação máxima, aumentando em demasia o risco de rebeliões e fugas;
– Aumento do efetivo de policiais civis e militares e melhoria da estrutura das corporações;
– Estrutura adequada do IML: quantas vezes nos deparamos com corpos estendidos nas rodovias aguardando o recolhimento pelo IML, que é demorado pela falta de estrutura (funcionários, frota de veículos e equipamentos), que é mínima;
– Maior investimento em educação, segurança pública e infraestrutura.
Pode-se discorrer inúmeras outras necessidades muito mais importantes para o cidadão do Sudoeste do Paraná, e que certamente custarão muito menos que um aeroporto regional.
Não podemos aceitar que o ego fale mais alto. O povo sudoestino quer, e merece, melhoria efetiva e real em sua qualidade de vida. 
Basta de mediocridade e egos inflamados. Vamos pensar no nosso povo, na nossa gente sudoestina. 
O Diário do Sudoeste sempre estará presente na defesa da nossa gente.

Clique para comentar
Para cima