Opinião

Dia dos Namorados está chegando

Certa vez encontrei um grupo de pessoas conversando sobre: “Quando o dinheiro acaba o amor termina”. Uma disse: “Por isso que há muitas separações”. A outra acrescentou: “Hoje as pessoas não querem mais compromisso, pois ninguém mais quer sofrer”. 

Depois de um tempo resolvi refletir sobre as afirmações e partilho para a ocasião do Dia dos Namorados (12/06). Penso, pois, que entre o amor e o dinheiro há um espaço que precisa ser preenchido com atitudes de confiança, fidelidade, diálogo, amizade, cumplicidade, respeito, bom humor, afinidade, compreensão, admiração, satisfação e fé.

Confiança é o ato de confiar, obviamente. É dar crédito e considerar que uma expectativa sobre algo ou alguém é verdade. Confiar, muitas vezes, é considerado ato de amizade ou amor entre os seres humanos.

Fidelidade é um atributo ou a qualidade de quem é fiel. Nas relações humanas, fidelidade implica confiança. Essa relação é mútua. Não é uma relação de sujeito e objeto, mas de atitudes concretas. 

Diálogo é a conversa entre duas ou mais pessoas. Diálogo significa “passagem, movimento”. O verdadeiro diálogo supõe um clima de boa vontade e compreensão recíproca.

Amizade é uma relação afetiva, a princípio, sem características romântico-sexuais. Provém do latim amicus, amigo, e do grego filia. Em sentido amplo, é um relacionamento humano que envolve o conhecimento mútuo, afeição e lealdade. 

Cumplicidade é um termo utilizado como uma atitude positiva e desejável em uma relação. A cumplicidade envolve parceria, confiança e apoio nas mais diversas circunstâncias. É uma atitude positiva por demonstrar harmonia, companheirismo e entendimento. A cumplicidade num relacionamento é uma característica importantíssima.

Respeito é um sentimento positivo de estima. Também pode ser um sentimento específico de consideração pelas qualidades reais do respeitado. Pode ser conduzido de acordo com uma moral específica. Ser rude é considerado uma falta de respeito, enquanto que ações que honram alguém são consideradas de respeito.

Bom humor é um estado de ânimo cuja intensidade representa o grau de disposição e de bem-estar psicológico de uma pessoa. É o que regula a saúde física, emocional e mental. 

Afinidade é um dos mais sútil dos sentimentos. Não importa o tempo, a ausência, as distâncias. Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo e os afetos fluem. É ficar conversando sem trocar palavras. É sentir com. É sentir a não necessidade de explicar o que se está sentindo. É olhar e perceber.

Compreensão é um processo psicológico que indica a capacidade de entendimento do significado de algo, percepção de algo. É uma das habilidades de domínio cognitivo que solicita a interpretação de um contexto e imprime um significado. É a atitude de compreender a emoção e a situação do outro.

Admiração é um sentimento de assombro, surpresa, espanto. É uma tendência emocional para demonstrar respeito, estima, consideração ou simpatia por alguém. É perceber as qualidades do outro, suas conquistas e vibrar com elas.

Satisfação é muito importante num relacionamento. A satisfação de conquistar algo junto, irem a um determinado lugar pela primeira vez, surpreender com algum presente. Realizar coisas que não custam muito, como, lavar a louça, surpreender com algo que a pessoa gosta.

Fé é a firme convicção de que algo é verdade, sem precisar de prova ou critério objetivo de verificação. É confiança. Fé significa acreditar na existência de Deus e viver e conviver conforme Sua vontade. 

Nobres casais, essas atitudes parecem ser o cimento para uma relação duradoura e feliz. 

* Judinei Vanzeto é jornalista e pároco Paróquia São Roque de Coronel Vivida (PR)

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima