Paraná

Cemepar monitora logística de distribuição de medicamentos

O Cemepar possui um painel de monitoramento dos 54 hospitais que fazem parte do plano estadual de enfrentamento à Covid-19 - Crédito: Andressa Desyreé/Sesa

AEN-PR

O Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) possui um painel de monitoramento dos 54 hospitais que fazem parte do plano estadual de enfrentamento à Covid-19, para definir a quantidade de medicamentos anestésicos, sedativos e bloqueadores neuromusculares a ser enviada a estas unidades.

Está análise leva em conta o estoque e consumo de medicamentos nos hospitais, além da taxa de ocupação dos leitos de UTI. “A organização da logística de medicamentos na Secretaria da Saúde é que permite a agilidade necessária para que estes insumos tão necessários possam chegar em tempo hábil aos hospitais”, disse o secretário Beto Preto.

Segundo ele, neste momento de escassez de medicamentos, esse acompanhamento permite que as unidades possam ser atendidas de acordo com a realidade de cada uma. “Nosso objetivo é não deixar de atender nenhum hospital e fazer isso de forma justa, levando em consideração o consumo e a média de utilização, para que não haja abastecimento exagerado em um hospital e falta em outro”, afirmou.

Ações

O Governo do Estado e a Secretaria da Saúde têm viabilizado constantemente a aquisição de medicamentos, além de ações que auxiliam no contingenciamento de utilização destes insumos.

“Toda a equipe está diuturnamente monitorando e atuando para que não faltem medicamentos a nenhum dos paranaenses”, ressaltou o assessor especial do Gabinete da Secretaria, César Neves.

“Fizemos na semana passada uma compra em caráter emergencial de sedativos e neuromusculares utilizados nos chamados kits para entubação, onde recebemos parcialmente estes medicamentos e devemos receber o restante já nos próximos dias”, afirmou.

Além destas aquisições, o Paraná está habilitado na ata de registro de preços do Ministério da Saúde para fazer parte do processo de compra de medicamentos que irá atender todos os estados.

A Secretaria também divulgou na última semana uma resolução de suspensão de cirurgias eletivas a fim de diminuir o consumo de medicamentos e realocar estes insumos para o tratamento da Covid-19.

Monitoramento

O recebimento dos medicamentos aliado ao monitoramento permitiu, nesta semana, o atendimento a 33 hospitais com o envio de mais de 54 mil ampolas de medicamentos.

“O Cemepar monitora semanalmente estes dados de consumo e estoque, principalmente levando em conta a quantidade de medicamentos disponível na rede, para que a distribuição seja feita corretamente em cima da necessidade do hospital”, explicou a coordenadora da Assistência Farmacêutica da Secretaria, Deise Pontarolli.

“Mais de 61% dos hospitais que estão no plano já foram atendidos graças a essa força-tarefa. Reforçamos que o objetivo deste monitoramento é atender a todos de forma equilibrada”, acrescentou.

Logística

A diretora do Cemepar, Margely de Souza Nunes, disse que a unidade possui várias formas de envio destes medicamentos para facilitar a chegada até os hospitais.

“Devido a toda essa urgência, estamos priorizando este envio utilizando sedex, além das rotas próprias com nossos caminhões e agendamento para retirada diretamente no Cemepar, que é uma opção viável para os hospitais e regionais mais próximas”, afirmou.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima