50 anos do primeiro taxista assassinado em Pato Branco

Júlia Heimerdinger*

Nessa quarta-feira (18) faz 50 anos da morte do primeiro taxista assassinado em Pato Branco. Olívio Copetti foi assaltado por dois rapazes que acionaram seu serviço de táxi, e atiraram em Olívio para conseguir roubar seu carro, em 1970.

Olívio era muito conhecido e querido pela população pato-branquense, ele sempre que possível realizava a corrida gratuita para os clientes que não tinham condições de pagar.

Depois de 50 anos de sua morte, a família e os clientes que se tornaram amigos ainda recordam dele com lembranças boas, de um bom homem e um pai amoroso e dedicado.

* Estagiária do Diário do Sudoeste