Pato Branco

Apesar da pandemia 1.977 novas empresas abriram em Pato Branco no último ano

Em Pato Branco, 20 novos restaurantes abriram em 2020 - Crédito: Ari Dias/AEN

O que demostra um acréscimo de aproximadamente 10% no município

Júlia Heimerdinger

A pandemia impactou na área econômica de todo o país, porém o Paraná se manteve em alta na abertura de novas empresas em 2020. O estado terminou o ano passado com um saldo positivo de 159.398 novas empresas, o que representa um acréscimo de 26,82% comparado a 2019.

A realidade de Pato Branco também foi favorável em 2020, de acordo com dados levantados pelo Cadastro Sebrae de Empresas/Receita Federal nos últimos três anos aconteceu o aumento da abertura de empresas no município. Em 2018 foram 1.384 novas empresas; já em 2019, foi 1.798.

O ano de 2020 foi marcado pela pandemia e um cenário de incertezas, porém mesmo diante desse cenário, 1.977 novas empresas se instalaram em Pato Branco, o que demonstra um acréscimo de aproximadamente 10%.

Em relação ao fechamento das empresas o número caiu, o que é positivo para o município. Em 2018, 2.198 empresas fecharam no município, em 2019, foram 906 empresas que encerraram suas atividades, já em 2020 esse número reduziu ainda mais. Foram 727 empresas que fecharam as portas no último ano.

Microempreendedor Individual

O Microempreendedor Individual (MEI) é uma alternativa encontrada para os trabalhadores informais abrirem seu próprio negócio e estarem dentro da legalidade. O MEI foi criado em julho de 2008, e desde então tem aumentado o número em todo o Brasil.

Essa realidade se reflete em Pato Branco, em 2018 o município contabilizava 842 microempreendedores, em 2019 esse número saltou para 1.113, já no ano passado foram registrados 1.219.

Em contraponto, em 2018 foram registrados 603 cancelamentos de empresas MEI em 2019 o número foi de 393, já em 2020 o número representa 274 interrupções de MEI.

Natureza das empresas

Dessas 1.977 novas empresas, as atividades de organizações políticas lideram com mais 177, devido ao processo eleitoral, seguido do comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios com 107. Promoção de vendas contabilizou 100 novas empresas nesse último ano.

Os menores números foram registrados em empresas de fabricação de outros produtos têxteis não especificados anteriormente, que representa 12 novas empresas. Comércio varejista de artigos de cama, mesa e banho também somou 12 novas em empreendimentos. Os bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, sem entretenimento também registraram a pior média, com apenas 12 novos estabelecimentos no município em 2020.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima