Pato Branco

Baile teste é realizado em Pato Branco

Segundo Vigilância Sanitária, clube atuou com 17% da capacidade - Crédito: Reprodução

Eventos com público são autorizados, desde que cumprindo critérios estabelecidos em portaria publicada no fim de abril

Imagens de um baile realizado em um clube de Pato Branco no domingo (9), movimentaram as redes sociais e grupos de aplicativos de mensagens ainda na data da realização do evento. Tamanha mobilização ocorreu por ainda estarmos no enfrentamento da pandemia do coronavírus, e pela grande maioria da população não estar vacinada.

Nessa segunda-feira (10), a Vigilância Sanitária do Município informou, que o referido baile, foi um evento teste para as medidas sanitárias que estão sendo desempenhadas em Pato Branco.

De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, Rodrigo Bertol trata-se de um primeiro evento, que servirá para monitorar as medidas adotadas, também as pessoas que frequentaram o local. “Temos os telefones de quem compareceu e agora vamos monitorar os sintomas”, afirma Bertol, completando que “dentro da unidade de saúde e dos hospitais, está tranquilo”.

Ainda segundo o chefe da Vigilância Sanitária, as pessoas que estão positivando nos últimos dias, não estão retornando para atendimento médico hospitalar. “Do ponto de vista epidemiológico estamos monitorando. Agora, se vai dar certo [abertura de eventos com público como foi o caso do baile] vamos ver esta semana”, diz ele, falando que a ideia é ter eventos seguros.

Portaria regulamente eventos

Cirlei Wagner dos Santos, que atua na fiscalização da Vigilância Sanitária de Pato Branco, também destaca que o evento do domingo foi um teste e que a capacidade de público ficou limitada a 17%.

Ela lembra que no fim de abril, o Município publicou uma portaria que regulamenta a realização de eventos. “Revimos a portaria de 2020. A diferença é que ela [Portaria 3/2021] possibilita que os eventos aconteçam, mas ela não autoriza”, afirma Cirlei exemplificando que na portaria anterior não era permitido dança e na atual sim, o mesmo ocorrendo com festa infantis, que até então não eram permitidas e com a portaria publicada em 23 de abril, agora é possível.

Cirlei explica ainda que para a realização de eventos a portaria ainda estabelece dois critérios, que segundo ela são primordiais e precisam ser observados, como o fato de os espaços de festas terem que estabelecer protocolos sanitários, o chamado Plano de Contingência, que deve ser aprovado pela Vigilância Sanitária. O segundo é que segue sendo necessário a autorização por parte da Vigilância de cada evento que se pretende realizar.

De acordo com Cirlei “a diferença do que aconteceu ontem [domingo, 9], para o que acontece em um bar que tem música ao vivo, e que está liberado novamente a mais de um mês, é a pista de dança”, comenta, afirmando que havia todo um protocolo estabelecido desde a entrada do clube, até a permanência no local.

Ainda segundo a responsável pela fiscalização assim como em bares, as mesas no clube foram distanciadas com mais de dois metros, e enquanto as pessoas estavam nas mesas não era obrigatório o uso de máscaras. Já quando se dirigiam para a pista, assim como em momentos de circulação em áreas comuns, o uso de máscara era obrigatório.

“Eu apliquei mais multas [pelo não cumprimento de medidas, como uso de máscara] este ano, do que no ano passado inteiro”, afirma Cirlei ao comentar que houve por parte de boa parte da população um relaxamento das regras estabelecidas para o enfrentamento da pandemia, falando ainda que em todos os locais há descumprimento e que o trabalho vem sendo constante, ao mesmo tempo, que pontuou que a grande maioria dos participantes do evento teste usaram máscara quando na pista de danças, havendo alguns descumprimentos pontuais.

6 Comentários

6 Comments

  1. Diego

    11 de maio de 2021 às 9:57 AM

    Baile teste? Vocês superaram um dos maiores humoristas do Brasil. Uma vergonha absurda, tanto para saude quanto para o prefeito.. esperavamos q vcs testassem vacina nos pato branquenses..mas infelizmente o prefeito nn sabe administrar uma cidade e muito menos impor leis.. ao contrario baile teste!! Do fundo do coração espero q daq uns dias vcs nn precisem testar esse local do baile teste p leitos d hospital.. e aos que foram mostra a irresponsabilidade de um povo que não ta nem ai com o próximo, quem dirá consigo mesmo! Vergonha q deus tenha misericórdia d cada um..

    • Flávio

      11 de maio de 2021 às 1:52 PM

      ahhahahahaha
      Como disse o comentário acima, que vergonha!
      Baile teste, só para testar se todo mundo pega covid!!

      Prefake e presidenfake, falta incluir o governafake também…

  2. Luciano Minghini

    11 de maio de 2021 às 1:05 PM

    Prezados,
    Solicito que essa matéria seja continuada de forma menos unilateral. Onde estão os especialistas em experimentos na área da Saúde avaliando os procedimentos de pesquisa adotados? Esse experimento com seres humanos em plena Pandemia foi autorizada pelo Comitê de Ética do Ministério da Saúde? Por favor, peço que vão além de uma simples entrevista com os interessados no procedimento e investiguem essa decisão da Prefeitura.

  3. Nelci Canopf Hackbart

    12 de maio de 2021 às 11:48 AM

    Parabéns a gestão nova de Pato Branco, aí depois venha fingir preocupação nas mídias!! Me da vergonha!!! Aí fecha os comércios, escolas depois!!! Há não venham com terceira onda do vírus, sendo q vocês são os responsáveis depois. Vergonha

  4. Dulcemar krombauer

    12 de maio de 2021 às 11:50 AM

    Vergonha patobranquense que teste e esse isso é desculpa pra boi dormir quero ver quando a nossa saúde de Pato Branco entrar em colapso por causa de descaso do Prefeito sinceramente pensava coisa melhor do nosso Prefeito mas até agora só decepçao

  5. Gus Oenning

    13 de maio de 2021 às 12:44 AM

    Esse tipo de evento teste foi realizado em vários lugares do mundo com PESSOAS VACINADAS. Agora, com pessoas sem a vacina 💉, aí é uma inovação que vemos apenas em Pato Branco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima