A ação beneficiará mais de 200 famílias da Zona Sul de Pato Branco, que estão cadastradas no CEU das Artes

O casal de policiais pato-branquenses Marcio Alexandre Wietholter e Ana Carla Balbinotti, em parceria com o CEU das Artes concluiu no último sábado (30) a campanha de alimentos. A ação teve início no dia 18 de março.

Nessa terça-feira (4) as doações começaram a ser entregues paras as famílias em situação de vulnerabilidade social do município, pois devido à pandemia essas famílias acabaram ficando ainda mais desamparadas.

De acordo com Wietholter mais de 200 famílias e 230 crianças da zona Sul de Pato Branco que são atendidas e cadastradas no CEU das Artes serão beneficiadas. “Pela quantidade, vamos conseguir atender as famílias por aproximadamente três meses”, informa.

O objetivo inicial da campanha era arrecadar três mil quilos de alimentos, mas segundo Wietholter a meta foi triplicada e mais de dez toneladas de alimentos foram doados.

Foram coletados vários itens, como: arroz, feijão, macarrão, leite, óleo de soja, pão, achocolatado, molho de tomate, farinha de trigo e milho, sal, embutidos e cestas básicas completas.

Wietholter acrescenta que a intenção é continuar realizando a campanha anualmente em Pato Branco. O frei Alex Sandro Ciarnoscki, pároco da Matriz São Pedro Apóstolo realizou uma benção nos alimentos.

Sentimento

Wietholter afirma que foi uma satisfação imensa ver a quantidade de alimentados arrecadados. “Nós não imaginávamos que íamos chegar a dez toneladas, acreditávamos que íamos conseguir a meta, mas a adesão da campanha foi tão grande, a solidariedade das pessoas, ainda mais agora em um momento tão difícil que as famílias estão passando e o benefício que vão trazer para essas famílias”, reflete.

Ana Carla comunica que o sentimento é de dever cumprido e de felicidade por saber que existem tantas pessoas solidárias em Pato Branco. “Esperávamos receber apenas arroz, feijão, macarrão e leite, mas as pessoas se colocaram no lugar de quem receberia as doações. “Cozinhar sem sal? Sem óleo? Leite para as crianças merece um achocolatado”, e nós recebemos vários outros gêneros alimentícios e cestas básicas completas, é emocionante ver essa empatia”, declara.

Participação da comunidade

A comunidade pato-branquense participou ativamente da campanha, tanto que os organizadores fizeram um banner em forma de agradecimento ao Município.

“A comunidade pato-branquense é conhecida por ser acolhedora, e a campanha foi tão bem-aceita que as arrecadações chegaram a mais de 250% da nossa meta”, ressalta Ana Carla.

O casal foi bem recebido em todas as residências [quando iam coletar os alimentos]. “Então somente agradecer o quanto a população ajudou na campanha, isso não foi uma ação minha e da minha esposa, foi uma campanha de solidariedade em prol das famílias de Pato Branco, então quem merece todo o reconhecimento é a comunidade”, avalia Wietholter.

“Cada quilo de alimento que foi doado, cada centavo que foi revertido na aquisição de alimentos da cesta básica teve uma importância muito grande para o sucesso da campanha, cada um fez sua oferta de acordo com o que podia e a gente viu no olhar de cada um que estava fazendo a doação de coração e abraçando a causa”, finaliza Wietholter.