Pato Branco

Conselho Municipal de Meio Ambiente destinou recursos para projeto-piloto e limpeza de fossas

O Conselho Municipal de Meio Ambiente realiza reuniões frequentemente para discutir projetos -Créditos: Divulgação

Na última reunião ordinária do Conselho Municipal de Meio Ambiente foram destinados R$ 230 mil para a implantação do projeto-piloto “Parque Amigo do Coração” e para a limpeza de fossas sépticas.

De acordo com Vitor Debastiani Valer, presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente estima-se que o Conselho no último ano destinou mais de R$ 600 mil em recursos que foram investidos na área ambiente em Pato Branco.

“Aquisição de contêineres e bags para lixo reciclado, compra de caminhão para coleta do lixo, aquisição de carrinhos para os coletores de lixo, destinação de recursos para o Programa de Proteção de Nascentes, compra de equipamentos para implantação do projeto-piloto Parque Amigo do Coração, recursos para limpeza de fossas sépticas”, exemplifica Debastiani.

Parque Amigo do Coração

Para a implementação do projeto-piloto Parque Amigo do Coração foi destinado o valor de R$ 130 mil, o recurso será utilizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e passará por processo de licitação.

O investimento será realizado no Parque do Alvorecer – Vitório Piassa. “Será destinado para a aquisição de câmeras de monitoramento, rádios comunicadores, equipamentos de salvamento, telão em LED, e demais equipamentos necessários para implantação do programa e melhorias no Parque Estadual Vitório Piassa”, informa o presidente do Conselho.

Fossas sépticas

Além disso, o Conselho disponibilizou R$ 100 mil para a limpeza de fossas sépticas. “Beneficiará pessoas inscritas nos programas de baixa renda da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), agora fica sob responsabilidade da Secretaria Municipal de Meio Ambiente realizar a contratação da empresa e os demais trâmites”, destaca Debastiani.

Recursos Conselho

Os recursos do Conselho Municipal do Meio Ambiente são derivados de um percentual repassado pela Sanepar, e de multas aplicadas pelo Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo (Gaema), Núcleo de Pato Branco.

Todos os valores são depositados no fundo Municipal de Meio Ambiente, que é administrado pelo Conselho Municipal do Meio Ambiente. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente solicita recursos para serem aplicados em projetos que se enquadrem nos requisitos estabelecidos pelo Conselho.

Próximas ações

O Conselho está desenvolvendo atividades em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e o Instituto Água e Terra (IAT), por causa da pandemia as ações estão mais limitadas.

“Mas está em planejamento a realização da conferência Municipal do Meio Ambiente, que deverá ser realizada entre os meses de setembro e outubro deste ano”, finaliza o presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima