Cristóvão Borges prevê equilíbrio no clássico

Depois de seguir 100% na Copa da Primeira Liga, o Atlético Paranaense volta às atenções para o Campeonato Estadual. Invicto na temporada 2016, o Rubro-Negro enfrenta o Paraná Clube, às 19h30 deste domingo (28), na Vila Capanema.

Para o técnico Cristóvão Borges, a motivação das equipes para a partida deve trazer equilíbrio ao duelo. Todos estão motivados naturalmente em um clássico. Então, o equilíbrio acaba prevalecendo, disse o treinador. Pensamos em fazer o resultado, continuou o comandante do Furacão. Discutimos bem as dificuldades que teremos durante o campeonato. Mas estamos muito conscientes e satisfeitos com o caminho que temos tomado, completou.

Divulgação
Cristóvão Borges espera um jogo difícil diante do Paraná

Cristóvão Borges também avaliou o estilo de jogo do Paraná Clube, que deve ser demonstrado neste domingo (28). É uma equipe organizada e tem um jogo de transição bom. Fizeram muitos gols no campeonato. Então, é um time muito equilibrado, um grande adversário e será um jogo difícil, destacou.

Na manhã deste sábado (27), o treinador atleticano orienta o último treinamento. Atividade que definirá o time titular do Rubro-Negro. Agora, não são mais testes. Avaliamos o desempenho nos treinamentos de quem tem evoluído e procuramos dar oportunidades, finalizou Cristóvão.

Paraná

O atacante Lúcio Flávio, artilheiro da equipe com seis gols em cinco jogos, não treinou nesta sexta-feira. O camisa 9 machucou a coxa na derrota por 1 a 0 para o Londrina, na última quarta-feira, sendo dúvida para o duelo diante do Atlético-PR.

Caso não seja liberado pelo departamento médico paranista, Lúcio Flávio deve dar lugar a Toni, que já substituiu o atacante durante o segundo tempo da partida no VGD. Outra opção é a entrada do meia Lucas Pará na equipe. Para o ataque, o técnico Claudinei Oliveira também conta com Allexson, Guga, Paulinho e Yan Phelippe como opções.

Claudinei não confirmou o time titular, mas pode colocar em campo o Tricolor com Marcos; Dick (Nei), Alisson, Zé Roberto e Fernandes; Jean, Anderson Uchôa, Nádson, Válber e Robson; Lúcio Flávio (Toni ou Lucas Pará).

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima