Cruz Vermelha fecha escritório em Gaza devido a protestos violentos

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha informou que está fechando temporariamente seu escritório de Gaza depois que manifestantes tentaram repetidamente invadi-lo. A porta-voz Suhair Zakkout disse que o escritório vai operar remotamente até “as autoridades locais em Gaza fornecerem garantias de que as nossas instalações, o trabalho e os funcionários são respeitados”.

Dezenas de habitantes de Gaza têm protestado diariamente no escritório da Cruz Vermelha nas últimas semanas, em solidariedade com a greve de fome de um palestino detido por Israel, exigindo que a Cruz Vermelha ajude na sua libertação. Eles tentaram entrar no prédio com força no domingo, quebrando janelas da garagem e causando outros danos.

Mohammed al-Qaq, um jornalista de 33 anos, faz greve de fome há 75 dias. Agência de Segurança de Israel diz que al-Qaq está envolvido em
atividades ligadas ao Hamas, grupo islâmico que governa Gaza.
Fonte: Associated Press

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima