Pato Branco

Em 2020 cesta básica em Pato Branco teve um aumento de 38,01%

Em Pato Branco a cesta básica aumentou R$ 133,36 em 2020 (Crédito: Antônio Cruz/Agência Brasil)

Júlia Heimerdinger

Segundo o levantamento realizado pelo Grupo de Pesquisa em Economia Agricultura e Desenvolvimento (GPEAD) da Unioeste, realizado em conjunto com instituições parceiras, o valor da cesta básica de alimentação no ano de 2020 fechou com um aumento de 38,01%, o que representa um valor de R$ 133,36.

O produto que mais teve acréscimo no munícipio foi o óleo de soja, começou o ano custando R$3,58 e encerrou 2020 custando R$ 7,31, o que demonstra uma elevação de 104,19%.

O menor índice apontado foi o café em pó, que em janeiro custava R$9,83 e em dezembro apresentou o valor de R$10,24, o que representa uma taxa de 4,17%.

Nas cidades pesquisadas pelo GPEAD, os preços dos itens da cesta básica foram semelhantes nas capitais. O arroz, óleo de soja, tomate e carne foram os produtos que mais apresentaram alta nos preços.

Carne bovina

O valor médio da carne bovina de primeira, em 2020, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), registrou alta em todas as capitais pesquisadas. O aumento intenso foi em razão do “ritmo de exportação, principalmente para a China; baixa disponibilidade de boi gordo no pasto; elevação nos preços de importantes insumos pecuários importados; e aumento no valor dos insumos de alimentação, como o milho e o farelo de soja”.

Nas cidades pesquisadas no Sudoeste, o preço da carne aumentou em todas as localidades. Em Pato Branco quilo da carne de primeira teve um aumento de 28,45%.

Arroz e feijão

O preço médio do arroz agulhinha foi o “vilão” de 2020. As elevações de preço decorreram da “desvalorização do real frente ao dólar, que aumentou o custo de produção e elevou o volume de grão exportado; a diminuição da área plantada nos últimos anos; e, o abandono da política de estoques reguladores por parte do governo”, segundo o Dieese.

No Sudoeste, o GPEAD constatou que em 2020 o preço médio do arroz parboilizado teve alta significativa no acumulado, as maiores altas foram em Dois Vizinhos, 90,29% e Francisco Beltrão, 93,38%.

O pacote de 5 kg de arroz em Pato Branco custava R$8,42 em janeiro, em dezembro estava custando R$15,60, o que representa um aumento de 85,27%. O feijão teve um acréscimo de 85,41% no ano de 2020.

Batata

O preço médio do quilo da batata, pesquisada nas capitais do centro sul, apontou aumento em todas as 10 capitais. Segundo o Dieese, as altas estão associadas a condição desfavorável do clima e da redução oferta do tubérculo.

Nos municípios pesquisados pelo GPEAD, o preço médio da batata aumentou, no acumulado 124,72% em Realeza. Em Pato Branco a batata teve um acréscimo de 50,23%, em 2020.

Óleo de soja

O comportamento do preço médio do óleo de soja em 2020 foi de alta em todas capitais pesquisadas pelo Dieese. A alta dos preços é explicada pelo aumento das exportações de soja e derivados, devido ao real desvalorizado em relação ao dólar e à forte demanda externa.

Nas cidades pesquisadas pelo GPEAD, o óleo de soja aumentou em todas as localidades. A menor alta foi a de Dois Vizinhos 94,14% e a maior alta foi em Realeza 155,20%, no acumulado de 2020.

Açúcar

Em 2020, o preço médio do quilo do açúcar aumentou em todas as cidades pesquisadas pelo Dieese. O preço mais elevado do açúcar é explicado pelo aquecimento das exportações, mesmo com uma produção maior.

Na pesquisa do GPEAD, o preço do açúcar aumentou em todas as cidades, com destaque para Realeza e Francisco Beltrão, que no acumulado do ano apresentou alta de preços de 56,36% e 41,89%, respectivamente.

Em janeiro o pacote de açúcar custava R$5,33 em Pato Branco, já em dezembro o valor era de R$7,82, o que demonstra um aumento de 46,72% no ano.

Farinha de trigo e pão 

O preço médio da farinha de trigo e do pão francês aumentou em todas as capitais. Situação não diferente para as cidades do Sudoeste do Paraná. Em Pato Branco o pacote de farinha de trigo começou o ano custando R$3,31, e encerrou o ano de 2020 no valor de R$ 4,25, o que representa um acréscimo de 28,40%. O pão no município apresentou um aumento de 10,36%, no ano de 2020.

Tomate

O valor do tomate apresentou elevação em todas as capitais. Nas pesquisas do GPEAD, o preço médio do tomate aumentou, no acumulado, 241,85%, em Realeza, a maior alta.

A alta dos preços foi influenciada por fatores climáticos e redução de área plantada. O quilo do tomate em Pato Branco custava R$ 22,59 em janeiro, já em dezembro estava custando R$39,33, o que representa um acréscimo de 74,10%.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima